"O modo português de estar no mundo": o luso-tropicalismo e a ideologia colonial portuguesa (1933-1961)

Capa
Edições Afrontamento, 1998 - 166 páginas
0 Críticas
Estudo histórico que aborda a recepção em Portugal do 'luso-tropicalismo' e a sua influência no cultura portuguesa ao longo do século XX. Analisa-se a gênese e estrutura daquela ideologia elaborada pelo antropólogo brasileiro Gilberto Freyre e o modo como foi recebida nos meios políticos e intelectuais portugueses. O livro fornece pistas para compreender a persistência mais de 20 anos após o fim do colonialismo português em África de um discurso que acentua a suposta imunidade dos portugueses ao racismo, a sua predisposição para o convívio com outras culturas e a sua vocação ecumênica.

No interior do livro

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Índice

Siglas
11
percurso intelectual
18
As obras mestras
28
Direitos de autor

10 outras secções não apresentadas

Palavras e frases frequentes

Referências a este livro

Todos os resultados do Google Livros »

Informação bibliográfica