Salazar e a BBC na Segunda Guerra Mundial: informação e propaganda

Capa
Almedina, 2014 - 355 páginas
Durante a Segunda Guerra Mundial, milhares de portugueses espalhados por todo o país, das cidades às aldeias mais recônditas, juntavam-se ao final do dia, com amigos, vizinhos ou familiares, para ouvir as emissões da BBC em língua portuguesa. Para muitos, a Voz de Londres era a única fonte de informação credível e aquela que acreditavam relatar os acontecimentos com objetividade, por oposição à informação truncada da Emissora Nacional e à propaganda da rádio alemã. Escutada sobretudo pela credibilidade e independência dos seus noticiários, a Voz de Londres encerrava em si um verdadeiro paradoxo pois, na verdade, estava ao serviço da estratégia diplomática do governo britânico. Como o livro relata, tal levou a que, em diversas ocasiões, a seleção de notícias e o despedimento ou afastamento de funcionários tivesse sido decidido com o intuito de satisfazer os desejos do Foreign Office de não entrar em conflito com Salazar. Além de fornecer uma análise aprofundada da linha editorial adotada pelas transmissões de Londres, Salazar e a BBC na Segunda Guerra Mundial- Informação e Propaganda dá amplo destaque ao papel desempenhado pelas principais figuras da Secção Portuguesa, como Fernando Pessa e António Pedro da Costa. São igualmente apresentados dados inéditos sobre as práticas de consumo da rádio durante a guerra, bem como documentos que permitem aprofundar a reflexão sobre o papel dos media ao serviço das estratégias diplomáticas. O número de pessoas que vêm para a minha casa para ouvir a vossa transmissão das 21.00 varia entre 6 e 8. São todos meus amigos, e, uma vez que a transmissão começa, têm que ficar e ouvi-la até ao fim, quer gostem ou não. Como o meu rádio está perto da porta, apesar de o volume não estar muito alto, é suficientemente forte para irritar alguns Fascistas no bairro.' - Ouvinte da Voz de Londres, Abril 1943

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Informação bibliográfica