Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Volume 54;Volumes 83-84

Capa
"Indice dos artigos contidos nos 50 tomos, " vol. 76 (t. 51) 1888, p. [379]-404.
 

Páginas seleccionadas

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página 237 - Será, d'ora em diante, o escudo d 'armas deste Reino do Brasil em campo verde uma esfera armilar de ouro atravessada por uma cruz da Ordem de Cristo, sendo circulada a mesma esfera de 19 estrelas de prata em uma orla azul; e firmada a coroa real diamantina sobre o escudo, cujos lados serão abraçados por dois ramos de plantas de café e tabaco como emblemas de sua riqueza comercial, representados na sua própria cor, e ligados na parte inferior pelo laço da nação.
Página 253 - Depois da terrível catástrofe, os restos de vida sensitiva e intellectual que ainda animavam o digno conselheiro Andrada foram-se esvaecendo pouco a pouco, até que no dia 6 de Abril de 1838, no mesmo dia em que fora nomeado por D. Pedro I tutor de seus filhos, no mesmo dia em que se amontoou o combustível em que devia arder a tranquilidade ea paz do...
Página 253 - Os seus costumes erão doces, sua bondade quazi angélica estava pintada no seu rosto, sua paciência era estóica, sua tolerância evangélica, sua caridade verdadeiramente christan ; elle nunca conservou rancor, nunca esqueceu beneficio, nunca recuzou socorro a quem lh'o pedia. Nào procurou inimizades sinão por bem do Brazil ; si a difficuldade das circunstancias em que se achou colocado o fez desviar da senda do estricto direito, o seu coração não teve parte no que a cabeça prescrevia.
Página 238 - República mantém a tradição das antigas cores nacionais — verde e amarelo — do seguinte modo: um losango amarelo em campo verde, tendo no meio a esfera celeste azul, atravessada por uma zona branca, em sentido oblíquo e descendente da esquerda para a direita, com a legenda — "ORDEM E PROGRESSO...
Página 237 - Estrelas de prata em uma orla azul: e firmada a Coroa Real diamantina sobre o Escudo, cujos lados serão abraçados por dois ramos das plantas de Café e Tabaco, como emblemas de sua riqueza comercial, representados na sua própria cor e ligados na parte inferior pelo laço da Nação.
Página 237 - E, reconhecendo eu a verdade ea força das razões que me foram ponderadas, nem vendo outro modo de assegurar a felicidade deste Reino...
Página 371 - Eu Pedro 1° pela graça de Deus, e unânime vontade do Povo, feito Imperador do Brasil e seu Defensor Perpétuo, juro observar, e manter a Religião Católica Apostólica Romana; juro observar, e fazer observar constitucionalmente as Leis do Império; juro defender, e conservar, com todas as minhas forças, a sua Integridade. Assim Deus me ajude, e por estes Santos Evangelhos.
Página 247 - Europa culta ; foi agregado a muitas sociedades sábias ; e suas memórias, escritas nas linguas portugueza, franceza e alleman, são provas irrefragaveis do seu aproveitamento ; as doutrinas mais abstruzas das escolas critica e trascendental, as locubrações dos Kants, Fichtes, Bouterweks e Schelings se lhe tornaram familiares. A sociedade filomatica, a dos naturalistas em Pariz, a Linneana de lena, a dos Investigadores da Natureza de Berlim, a academia real das sciencias de Stockholmo, a de Copenhagen,...
Página 371 - Christo, nosso senhor, amava mui ternamente a S. Paulo, comunicando-lhe grandíssima abundância de graça, da qual elle diz: Gratia Dei sum id quod sum et gratia ejus in me vácua non fuit, tanto que omnia possum in eo qui me confortai . E ainda que tudo isto é verdade, com tudo era tão grande sua humildade que se tinha por o mais pequeno dos apóstolos e indigno de ser xamado apostolo : Ego sum minimus apostolorum, qui non sum dignus vocari apostohts, quia persecutus sum ecclesiam Dei.
Página 371 - Bene currelas, vila de São-Paulo, para caminho dos mandamentos de Deos para seres vazo escolhido como elle. Quem te esburacou e fendeu e fez entornar o licor da graça, que tinhas? O pecador desventurado, morador do Brazil, vazo de barro esburacado e fendido com mil vícios e pecados, que não podes guardar em ti o óleo da mizericordia divina, de que Deos quer...

Informação bibliográfica