Peregrinação pela provincia de S. Paulo, 1860-1861

Capa
B. L. Garnier, 1863 - 442 páginas
 

Páginas seleccionadas

Índice

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página 334 - ... do que não vê nada lhe importa. Para ser feliz o homem civilizado precisa calcular e uma aritmética por mais grosseira e manca que seja lhe é indispensável...
Página 346 - ... de que são legítimos Senhores; 2.°) Brandura, constância e sofrimento de nossa parte, que nos cumpre como a usurpadores e cristãos; 3.°) Abrir comércio com os bárbaros, ainda que seja com perda da nossa parte; 4.°) Procurar com dádivas e admoestações fazer pazes com os índios inimigos; 5.°) Favorecer por todos os meios possíveis os matrimónios entre índios e brancos e mulatos.
Página 333 - Se quizermos pois vencer estas difficuldades, devemos mudar absolutamente de maneiras e comportamento, conhecendo primeiro o que são e devem ser naturalmente os índios bravos, para depois acharmos os meios de os converter no que nos cumpre que sejão.
Página 337 - A facilidade de os domesticar era tão conhecida pelos missionários, que o padre Nóbrega, segundo refere o Vieira/' dizia por experiência que com música e harmonia de vozes se atrevia a trazer a si todos os gentios da América.
Página 197 - Paulo é triste, monótona e desanimada", e por isso deve ser vista nos seus dois aspectos: "a capital da Província ea Faculdade de Direito; o burguês eo estudante, a sombra ea luz, o estacionismo ea ação; a desconfiança de uns ea expansão, muitas vezes libertina, de outros, e, para concluir, uma certa monotonia da rotina, personificada na população permanente, e as audaciosas tentativas de progresso, encerradas na população transitória e flutuante.
Página 333 - ... antigos: o desprezo com que geralmente os tratamos, o roubo continuo das suas melhores terras, os serviços a que os sujeitamos, pagando-lhes pequenos ou nenhuns...
Página 346 - ... havendo cuidado porem de evitar, que pelo seu trato e maus costumes não arruinem os mesmos índios; proibindo-se que não possam por ora comprar suas terras de lavoura, sem consentimento do pároco e maioral da aldeia, e determinando-se nos postos civis e militares da aldeia haja pelo menos igualdade entre ambas as raças.
Página 334 - ... o homem no estado selvático, e mormente o índio bravo do Brasil, deve ser preguiçoso; porque tem poucas ou nenhumas necessidades; porque, sendo vagabundo, na sua mão está arranchar-se sucessivamente em terrenos abundantes de caça ou de pesca, ou ainda mesmo de frutos silvestres e espontâneos; porque vivendo todo o dia exposto ao tempo, não precisa de casas e vestidos cómodos, nem...
Página 342 - Brancos, como elles chamavão aquelles Generaes. Os mesmos Boticudos e Puris, contra quem se declarou ultimamente guerra crua, se vão domesticando. Na provincia da Bahia, pelo bom modo com que lhes soube ganhar a vontade um General, vivem os Boticudos em boa paz comnosco, ao mesmo tempo, que na Capitania do Espirito Santo fazem-nos dura guerra, apezar das expedições e postos Militares.
Página 348 - ... já estabelecidas, ou para formar com outros já mansos outras novas ; pois o exemplo e trato de seus naturaes já aldeados os convencerão a procurar e desejar a nova segurança e abundância em que estes vivem.

Informação bibliográfica