Arquivo historico poruguês, Volume 5

Capa
1907
0 Críticas
As críticas não são validadas, mas a Google verifica a existência de conteúdo falso e remove-o quando é identificado
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página 49 - Alvará se imprimira outro si no principio da dita obra, o qual ey por bem que valha e tenha força e vigor, como se fosse Carta feita em meu nome por mim assignada e passada por minha chancelaria, sem embargo da Ordenação do segundo livro tit.
Página 425 - ... e mando a Dom Fernando de noronha, conde de linhares do meu conselho do estado e vedor de minha fazenda que lhe.
Página 457 - Chancellaria, posto que por ella não ha de passar, e que o seu effeito haja de durar mais de hum anno, sem embargo da Ordenação em contrario.
Página 421 - Joäo por graça de Déos Rey de Portugal e dos Algarues daquem e dalem mar em Africa, Senhor de Guiñe, e da conquista, navegaçào, comercio da Ethiopia, Arabia, Persia e da India &c.
Página 52 - Eu elRey faço saber aos que este aluara virem que avendo eu Respeito aos seruiços de dom aluaro dalmejda que deos perdoe ey per bem de fazer mercê a dona valeria borges sua molher de lhe dar...
Página 92 - Á de Coimbra deu-se jurisdicção nesta diocese e na da Guarda, ao passo que ficou pertencendo á do Porto, não só a respectiva diocese, mas tambem o arcebispado de Braga. A auctoridade do inquisidor de Lamego estendeu-se a todo aquelle bispado e ao de Viseu. Finalmente, em Thomar, o hieronymita Fr. Antonio de Lisboa, reformador da ordem de Christo, assumindo de seu motu-proprio as funcções inquisitoriaes, foi confirmado no cargo pelo infante, estabelecendo-se assim no isento da ordem um tribunal...
Página 45 - A quãtos esta minha carta virem faço saber que queremdo eu fazer graça e mercê a Amtonio Fernandez, mestre das minhas obras de fero que vam ao meu allmazem e...
Página 459 - A Meza da Consciencia e Ordens o tenha assim entendido e Ihe mande passar os Despachos necessaries. Palacio do Rio de Janeiro em vinte e trez de mayo de mil oitocentos e dez. — PR
Página 49 - ... ey por bem que valha e tenha força e vyguor como se fose carta feyta em meu nome, per mym asy nada e pasada pela chaneelana, sem emhargo da ordenaçào do segundo L.

Informação bibliográfica