Sonetos

Capa
Imprensa portugueza, 1880 - 286 páginas
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Páginas seleccionadas

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página xlii - Alma minha gentil, que te partiste Tão cedo desta vida, descontente, Repousa lá no Céu eternamente E viva eu cá na terra sempre triste.
Página 269 - A formosura desta fresca serra E a sombra dos verdes castanheiros; O manso caminhar destes ribeiros Donde toda a tristeza se desterra; O rouco som do mar, a estranha terra, O esconder do Sol pelos outeiros, O recolher dos gados derradeiros, Das nuvens pelo ar a branda guerra; Enfim, tudo o que a rara Natureza Com tanta variedade nos ofrece, Me está, se não te vejo, magoando.
Página 10 - Transforma-se o Amador na Cousa Amada por virtude do muito imaginar: não tenho, logo, mais que desejar, pois em mim tenho a parte desejada.
Página 15 - Que não temo contrastes nem mudanças, Andando em bravo mar, perdido o lenho. Mas, conquanto não pode haver desgosto Onde esperança falta, lá me esconde Amor um mal, que mata e não se vê...
Página 77 - O culto divinal se celebrava No templo donde toda criatura Louva o Feitor divino, que a feitura Com seu sagrado sangue restaurava. Amor...
Página xl - Cá nesta Babylonia donde mana Materia a quanto mal o mundo cria; Cá donde o puro Amor não...
Página 92 - bem cheio de engano". Que poderei do mundo já querer, Pois no mesmo em que pus tamanho amor, Não vi senão desgosto e desfavor, E morte, enfim; que mais não pode ser! Pois me não farta a vida de viver, Pois já sei que não mata grande dor, 6e houver cousa que mágoa dê maior, Eu a verei; que tudo posso ver.
Página 177 - Que tudo emprêgo foi mal empregado. Sempre no mais damnoso mais cuidado; Tudo o que mais cumpria, mal cumprido; De desenganos menos advertido Fui, quando de esperanças mais frustrado. Os castellos que erguia o pensamento, No ponto que mais altos os erguia, Por esse chão os via em hum momento.
Página 24 - Cheia toda de mágoa c de piedade, Em quanto houver no mundo saudade Quero que seja sempre celebrada. Ella só, quando amena e marchetada Sahia, dando á terra claridade...

Informação bibliográfica