Dissertações chronologicas e criticas sobre a historia e jurisprudencia ecclesiastica e civil de Portugal, publ. pelo J.P. Ribeiro. (Acad. real das sci. de Lisboa).

Capa
João Pedro Ribeiro
1810
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Páginas seleccionadas

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página 335 - Rey de Portugal e dos Algarves daquem e dalem mar em Africa, Senhor de Guiné, e da Conquista, navegação e commercio da Ethiopia, Arabia, Persia e da india, etc.
Página 314 - Joham pella graça de Deus Rey de Portugal e do Algarve e senhor de Cepta a quantos esta carta virem fazemos saber que...
Página 383 - ... hum que tivesse hum Vigairo, que desse os Sacramentos, e dessem a este mantimento pertencente da Igreja eo mais fosse que para aquelle Collegio fossem deputados, e estes dormissem em hum Paço, que tivesse cellas, e comessem juntamente em hum lugar e fossem çarrados de só huma clausura.
Página 272 - Sanchez ficar por sa partiçon nos herdamentos de Centegaus, e nas tres quartas do Padroadigo dessa Eygreyga, e no herdamento de Treyxemil, assi us das sestas, como noutro herdamento.
Página 246 - Petro, in voce ipsius Monasterii Sancti Johannis, quod sponte Deo vovimus, scribere curavimus, et opere inplevimus, et hanc scripturam propriis manibus nostris roboravimus, — Pro testibus — Alvitus testis — Pelagius testis — Monius testis — Fernandus testis — Petrus Priori ejusdem cenovii scripsit — et concludit ipsa Eclesia de Sancta Sabina.
Página 382 - Collegios, em os quaes fossem mantheudos escolares pobres, e outros ricos vivessem dentro com elles aas suas proprias despezas, e todos morassem do Collegio a dentro, e fossem regidos por o ... que de tal Collegio tivesse carrego : a ordenança desto he tal. Em a Cidade de Lisboa, e em seu Termo ha da Universidade sinco ou seis Igrejas, e em aquestas se...
Página 245 - Deum in memória vestre orationis habeatis in sacrificiis, et psalmodie, meditationibus, in imnis, et canticis spritualibus, Deo psallentes in cordibus vestris pró nobis, ut partem mereamur adipisci in celestibus regnis, seclis infinitis, cum Angelis Sanctis. Siquis...
Página 334 - Ihe pe?o pelo que toca a seu servico, e bem e honra destes Reinos, sobre a qual em diversas partes da Europa, e com diversas pessoas tive muitas praticas e debates, que por modo que seja consinta se fazer Contracto serrado, para o qual ja muitos fazem liga, com intencao de outra vez tomarem Vossa Alteza entre talas, eo fazerem dever fora destes Reinos, o que dantes devia, por que desta parte se tem toda a Europa feita rica.
Página 391 - Senhor volo razoei, mas a concluzão he que emqusnto asy estiver ordenada como agora esta que he muy bom sumidoiro de gente de vossa terra e darmas e de dinheiro...
Página 383 - Monges pretos outrosi para si, e os Conegos Regrantes outro, e os Monges brancos outro, e ordenassem estes Collegios por maneira dos de Uxonia e de Pariz, e asi...

Informação bibliográfica