Memoirs of the Life and Writings of Luis de Camoens, Volume 1

Capa
Longman, Hurst, Rees, Orme, and Brown, 1820
0 Críticas
As críticas não são validadas, mas a Google verifica a existência de conteúdo falso e remove-o quando é identificado
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Outras edições - Ver tudo

Palavras e frases frequentes

Passagens conhecidas

Página 253 - A formosura desta fresca serra E a sombra dos verdes castanheiros; O manso caminhar destes ribeiros Donde toda a tristeza se desterra; O rouco som do mar, a estranha terra, O esconder do Sol pelos outeiros, O recolher dos gados derradeiros, Das nuvens pelo ar a branda guerra; Enfim, tudo o que a rara Natureza Com tanta variedade nos ofrece, Me está, se não te vejo, magoando.
Página 183 - Vós, ó novo temor da Maura lança, Maravilha fatal da nossa idade, Dada ao mundo por Deus, que todo o mande, Para do mundo a Deus dar parte grande...
Página 93 - Alma minha gentil, que te partiste Tão cedo desta vida, descontente, Repousa lá no Céu eternamente E viva eu cá na terra sempre triste. Se lá no assento etéreo, onde subiste, Memória desta vida se consente, Não te esqueças daquele amor ardente Que já nos olhos meus tão puro viste.
Página 124 - Junto de um seco, duro, estéril monte, Inútil e despido, calvo e informe, Da Natureza em tudo aborrecido; Onde nem ave voa ou fera dorme, Nem corre claro rio ou ferve fonte...
Página 190 - Ou fazendo, que mais, que a de Medusa A vista vossa tema o monte Atlante, Ou rompendo nos campos de Ampelusa Os Muros de Marrocos e Trudante; A minha já estimada e leda Musa, Fico, que em todo o mundo de vós cante, De sorte que Alexandro em vós se veja, Sem á dita de Achilles ter inveja.
Página 188 - A ferro, a fogo, a settas, e pelouros : A quentes regiões, a plagas frias, A golpes de Idolatras, e de Mouros, A perigos incognitos do mundo, A naufragios, a peixes, ao profundo : CXLVHI.
Página 94 - Thou wilt not there forget the perfect love Which still thou seest in me, O spirit pure ! And if the irremediable grief, The woe which never hopes on earth relief, May merit aught of thee, prefer thy prayer To God, who took thee early to his rest, That it may please him soon amid the bless'd To summon me, dear maid, to meet thee there.
Página 184 - E quando desce, o deixa derradeiro : Vós, que esperamos jugo, e vituperio Do torpe Ismaelita cavalleiro , Do Turco oriental , e do Gentio , Que inda bebe o licor do sancto rio.
Página 289 - Posto o pensamento nele, porque a tudo o Amor a obriga, cantava, mas a cantiga eram suspiros por ele. Nisto estava Leanor o seu desejo enganando, às amigas perguntando: vistes lá o meu amor!
Página 227 - Twas thine to blend the Eagle and the Dove, At once the Bard of Glory and of love: Thy thankless country heard thy varying lyre To Petrarch's softness melt, and swell to Homer's lire I Boast and lament, ungratful Land, a name In life, in death, thy glory and thy shame.

Informação bibliográfica