Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" Á vossa fonte tam fria Da Barroca em julho e agosto (Inda me é presente o gosto) Quam bem que nos i sabia Quanto na mesa era posto ! Ali não mordia a graça, Erão iguais os juizes. Não vinha nada da praça. Ali da vossa cachaça. Ali das vossas perdizes... "
Historia dos quinhentistas - Página 101
por Teófilo Braga - 1871 - 328 páginas
Visualização integral - Acerca deste livro

Historia da litteratura portugueza, Volume 1

Joaquim Theophilo Braga - 1871 - 320 páginas
...vossa fonte tão fria Da Barroca, em Julho o Agosto, Inda me. é presente o gosto, Quão bem que nos hi sabia Quanto na meza era posto. Ali não surdia a graça, Eram iguaes os juizes, Não vinha nada da praçar Ali da vossa cachaça, Ali das vossas perdizes. Ali das fructas da terra, Que tem cada tempo...
Visualização integral - Acerca deste livro

Poesias de Francisco de Sâ de Miranda

Francisco de Sá de Miranda - 1885 - 1118 páginas
...que nos i sabia Quanto na mesa era posto! 125 Ali não mordia a graça, Erão iguais os juizes, N3o vinha nada da praça, Ali da vossa cachaça, Ali das vossas perdizes ! 1 30 l. 48. 1 4- Ali das fruitas da terra, ((¿ue dá cada tempo a sua) 108 B Claros. O MS. escreve:...
Visualização integral - Acerca deste livro

Sá de Miranda e a sua obra

Decio Carneiro - 1895 - 92 páginas
...o gosto) Quam bem que nos i sabia Quanto na mesa era posto ! Ali não mordia a graça, Erão iguais os juizes, Não vinha nada da praça, Ali da vossa cachaça, Ali das vossas perdizes ! Ali das fruitas da terra, (Que dá cada tempo a sua) Colhida á mão cada fia ! Nunca o sabor a vista erra....
Visualização integral - Acerca deste livro

Sá de Miranda e a sua obra

Decio Carneiro - 1895 - 96 páginas
...o gosto) Quam bem que nos i sabia Quanto na mesa era posto ! Ah não mordia a graça, Erão iguais os juizes, Não vinha nada da praça, Ali da vossa cachaça, Ali das vossas perdizes ! Oh ceas do paraiso Que nunca o tempo vos vença. Sem laia da nossa ou riso, Nem carregadas do siso,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Critica e historia: estudos

Anselmo Braamcamp Freire - 1910 - 462 páginas
...edição da Senhora D. Carolina Michaèlis de Vasconcellos. Ali não mordia a graça, F.ram iguais os juizes. Não vinha nada da praça, Ali da vossa cachaça, Ali das vossas perdizes! Gaspar Alvarez de Lousada nos seus Sumários da Torre do Tombo 'M transcreveu umas inscrições sepulcraes...
Visualização integral - Acerca deste livro

História da literatura portuguêsa desde as origens até á actualidade

Joaquim Mendes dos Remédios - 1914 - 798 páginas
...bem que nos i sabia Quanto na mesa era posto I Ali riSo mordia a graça, ErSo iguais os juizes, N2o vinha nada da praça, Ali da vossa cachaça, Ali das vossas perdizes ! Ali das fruitas da terra, ( Que dá cada tempo a sua ) Colhida á mio cada da l Nunca o sabor a vista erra,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Terra prometida: romance

Alberto Pimentel - 1918 - 308 páginas
...é o povo ... se trouxer. XII Almoço na herdade Que bem que nos i sabia Quanto na mesa era posto ! Não vinha nada da praça, Ali da vossa cachaça, Ali, das vossas perdues ! sA DE MIRANDA — Caria. Quase no fim de Junho de 1858 uma agradável surpresa alvoroçou...
Visualização integral - Acerca deste livro

História da literatura portuguêsa desde as origens até a atualidade

Joaquim Mendes dos Remédios - 1921 - 710 páginas
...o gosto) Quam bem que nos i sabia Quanto na mesa era posto ! Ali não mordia a graça, Erão iguais os juizes, Não vinha nada da praça. Ali da vossa cachaça, Ali das vossas perdizes ! M4 Ali das fruitas da terra, (Que dá cada tempo a sua) Colhida á mão cada Oa! Nunca o sabor a...
Visualização integral - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF