Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" Não menos foi a todos excessivo Milagre , e cousa certo de alto espanto , Ver as nuvens do mar com largo cano Sorver as altas aguas do Oceano. Eu o vi certamente ( e não presumo Que a vista me enganava ) levantar-se No ar hum vaporzinho , e subtil fumo... "
Nacionalidade, lingua e litteratura de Portugal e Brazil - Página 153
por João Manuel Pereira Silva - 1884 - 410 páginas
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas, Volumes 1-2

Luís de Camões - 1818
...tempestade escura , e triste pranto. Nao menos foi a todos excessivo Milagre , e cousa certo de alto espanto , Ver as nuvens do mar , com largo cano, Sorver...as altas aguas do Oceano. Eu o' vi certamente ( e naõ presumo Que a vista me enganava ) levantar-se No ar hum vaporzinho , e subtil fumo 5 E do vento...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas: poema epico

Luís de Camões - 1819 - 420 páginas
...tempestade escura, e triste pranto. Na"b menos foi a todos excessivo Milagre, e cousa certo de alto espanto, Ver as nuvens do mar, com largo cano, Sorver as altas aguas do Oceano. XIX. Eu o vi certamente (e na~o presumo Que a vista me enganava) levantar -se No ar hum vaporzinho,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas: poema epico de Luis de Camões

Luís de Camões - 1823 - 377 páginas
...tempestade eseura, e triste pranto. Não menos foi a todos excessivo Milagre, e cousa certo de alto espanto, Ver as nuvens do mar , com largo cano , Sorver as altas aguas do Oceano. Eu o vi certamente (e nãn presumo Que a vista me enganava) levantar-se No ar hum vaporzinho, e suhtil fumo, E do vento trazido,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras completas de Luis de Camões, correctas e emendadas pelo cuidado e ...

Luís de Camões - 1843
...certo de alto espanto. Ver as nuvens do anar, com largo cano. Sorver as altas águas do Oceano. XIX. Eu o vi certamente (e não presumo Que a vista. me enganava ~) levantar-se No ar hum vaporzinho e subtil fumo, E, do vento trazido, rodear-se: D' aqui levado hnm cano ao pólo summo...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras completas de Luis de Camões, correctas e emendadas pelo cuidado e ...

Luís de Camões - 1843
...tempestade escura e triste pranto. Não menos foi a todos excessivo Milagre, e cousa certo de alto espanto, Ver as nuvens do mar, com largo cano, Sorver as altas águas do Oceano. XIX. Eu o vi certamente (e não presumo Que a vista me enganava) levantar-se No ar...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas poema epico de Luis de Camões: restituido a' sua primitiva ...

Luís de Camões - 1846 - 585 páginas
...marinheiros durando a tormenta, cognominado Sanct' Elmo ou Corpo-Sa> cio, etc. •• cousa certo de alto espanto, Ver as nuvens do mar, com largo cano, Sorver as altas aguas do Oceano. São as trombas-maritimas, phenomeno horroroso e frequente no mar das índias. Plínio o naturalista...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas de Luiz de Camões

Luís de Camões - 1847 - 415 páginas
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

Ensaio biographico-critico sobre os melhores poetas portuguezes, Volumes 3-4

José Maria da Costa e Silva - 1851
...cousa certo d'alto espanto, Ver as nuvens no mar, com largo cano Sorver as altas agoas do Occeano. Eu o vi certamente, e não presumo Que a vista me enganava, levantar-se No ar hum vaporsinho, e subtil fumo, E, do vento trazido, rodear-se. Daqui levado hum cano ao polo summo...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas e o Cosmos

José Silvestre Ribeiro - 1853 - 98 páginas
...Milagre, e cousa certo de alto espanto, Ver as nuvens do mar, cora largo cano, Sorver as altas águas do Oceano. Eu o vi certamente (e não presumo Que a vista me enganava) levantar-se No ar hum vaporzinho e subtil fumo, E, do vento trazido, rodtar-se: Daqui levado hum cano ao pólo summo...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas e o Cosmos: ou, Camões considerado por Humboldt como admiravel ...

José Silvestre Ribeiro - 1858 - 123 páginas
...pelos olhos as Estancias seguintes: Não menos foi a todos excessivo Milagre, e cousa certo de alto espanto, Ver as nuvens do mar, com largo cano, Sorver as altas águas do Oceano. Eu o vi certamente (e não presumo Que a vista me enganava) levantar-se No ar hum...
Visualização integral - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF