Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" Vi claramente visto o lume vivo , Que a maritima gente tem por santo Em tempo de tormenta, e vento esquivo, De tempestade escura, e triste pranto. "
Nacionalidade, lingua e litteratura de Portugal e Brazil - Página 153
por João Manuel Pereira Silva - 1884 - 410 páginas
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras do grande Luis de Camões ..., Volume 1

Luís de Camões - 1815
...engenho, e por sciencia, Vem do Mundo os segredos escondidos, Julgam por falsos, ou mal entendidos. XvIII. Vi claramente visto o lume vivo, Que a maritima gente...vento esquivo, De tempestade escura, e triste pranto. Naõ menos foi a todos excessivo Milagre, e cousa certo de alto espanto, Ver as nuvêes do mar, com...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras do grande Luis de Camões ..., Volume 1

Luís de Camões - 1815
...falsos, ou mal entendidos. XvIII. Vi claramente visto o lume vivo, Que a maritima gente tem por*santo Em tempo de tormenta, e vento esquivo, De tempestade escura, e triste pranto. Naõ menos foi a todos excessivo Milagre, e cousa certo de alto espanto, Ver as nuvêes do mar, com...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas, Volumes 1-2

Luís de Camões - 1818
...por puro engenho , e por sciencia , Vem do Mundo os segredos escondidos , Julgam por falsos , ou piai entendidos, Vi claramente visto o lume vivo , Que...esquivo > De tempestade escura , e triste pranto. Nao menos foi a todos excessivo Milagre , e cousa certo de alto espanto , Ver as nuvens do mar , com...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas: poema epico

Luís de Camões - 1819 - 420 páginas
...sciencia, Vem do mundo os segredos escondidos , Julgam por falsos, ou mal entendidos. xv. CANTO V. XVIII. Vi claramente visto o lume vivo Que a maritima gente...vento esquivo, De tempestade escura, e triste pranto. Na"b menos foi a todos excessivo Milagre, e cousa certo de alto espanto, Ver as nuvens do mar, com...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas: poema epico de Luis de Camões

Luís de Camões - 1823 - 377 páginas
...'ulgam por falsos , ou mal entendidos. xvI. XvIII. Vi elaramente visto o lume vivo Que a marítima gente tem por santo , Em tempo de tormenta , e vento esquivo, De tempestade eseura, e triste pranto. Não menos foi a todos excessivo Milagre, e cousa certo de alto espanto, Ver...
Visualização integral - Acerca deste livro

Lições elementares de eloquencia nacional

Francisco Freire de Carvalho - 1840
...palavras , variando-as pelos seus differentes casos, e generos : Ex. dos Lusiadas (Cant. V. Est. 18.) fi claramente visto o lume vivo , Que a maritima gente tem por santo. Id. (Canto II. Est. 87.) Ainda que me péze estranhamente , Em muito tenho a muita obediencia. Outro...
Visualização integral - Acerca deste livro

Cosmos: A Sketch of a Physical Description of the Universe, Volume 2

Alexander von Humboldt - 1848
...description of a tempest raging in a forest, canto i. est. 35. C°) p. 58. — The fire of St. Elmo : " o lume vivo que a maritima gente tem por santo, em tempo de tormenta" (Canto v. est. 18). One flame, the Helena of the Greek mariners, brings misfortune (Plin. ii. 37) ;...
Visualização integral - Acerca deste livro

Cosmos: sketch of a physical description of the universe, tr. under the ...

Friedrich Wilhelm H. Alexander freiherr von Humboldt - 1848
...deseription of a tempest raging in a forest, canto i. es"t. 35. C°) p. 58. — The fire of St. Elmo : " o lume vivo que a maritima gente tem por santo, em tempo de tormenta" (Canto v. est. 18). One flame, the Helena of the Greek mariners, brings misfortune (Plin. ii. 37) ;...
Visualização integral - Acerca deste livro

Kosmos: A General Survey of Physical Phenomena of the Universe, Volume 2

Alexander von Humboldt - 1848
...description of the storm raging through the wood. Canto iv 35. 90 (p. 57.)—The fire of St. Elms: " 0 lume vivo, que a maritima gente tem por santo, em tempo de tormenta...." canto vv 18. One flame, (Helena of the Grecian navigators) brings misfortune, (Plin. ii. 37) i two...
Visualização integral - Acerca deste livro

Ensaio biographico-critico sobre os melhores poetas portuguezes, Volumes 3-4

José Maria da Costa e Silva - 1851
...Castor, e Polux, serenadores das tempestades, e que os nossos marinheiros denominam fogo de Santehno. Vi, claramente visto, o lume vivo, Que a maritima...vento esquivo, De tempestade escura, e triste pranto : Nem menos foi a todos excessivo Milagre, e cousa certo d'alto espanto, Ver as nuvens no mar, com...
Visualização integral - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF