Imagens das páginas
PDF
ePub

jsto sey,

quebrar minha fé, ně mayor pera vos que terdes rey mětiroso, contra quem lhe tem dado tanto proueito, como me tem dado os frangues. E porque el rey de Calicut sabe que ho ouuera de ter se eles teuerão feytoria em sua terra, com enueja busca estes achaques pera me fazer guerra: & porque lhe parece que posso pouco quer vingar em mim a magoa que tě do ĝ perdeo: ĝ se ele quisesse làçar da India os frangues & pelejar cô quem os tem em sua terra, primeyro auia de começar em el rey de Cananor que está primeyro. Mas nå he se não com enueja de meu proveito, & com soberba de The parecer que não poderey tanto como ele: & porque eu

&

sey que faço o que deuo em lhe nåo entregar os frangues, espero em Deos que me ha de dar viloria contrele, & vos assi ho esperay se soys meus amigos. » E vendo todos sua determinação, espantados de sua grande constancia : The pedirão perdão do medo que teuerão, prometendolhe que ho não terião mais, & que morrerião todos por seu seruiço. () que

Thes ele agradeceo muylo, & mandou logo chamar ho feytor & os nossos: & deulhe conta do que fizera, & perante eles fez. seu capitão moor ao principe Naramuhim que era seu irmão & seu herdeyro, & mandou a todos que lhe obedecessem como a ele mesmo : & mandoulhe que com cinco mil & quinhềtos Naires fosse assentar arrayal junto de hum passo : que se chama ho passo do vao, por onde sabia que el rey de Calicut determinaua dentrar na ilha de Cochim. E neste passo com maré vazja da agoa pelo giolho.

C A P I T Q L O LII.

De como ho pricipe de Calicut cometeo muytas vezes de

trar na ilha de Cochim pelo passo do vao. Sabedo

Dabědo el rey de Calicut que Naramuhim tinha seu arrayal no passo do vao per onde determinaua de entrar sua gente em Cochim receouho, porque sabia que era hum dos mais esforçados caualeyros que auia em todo Malabar , & muyto ditoso na guerra : & coeste receyo mais que com vontade de fazer comprimentos cổ el rey. de Cochỉ, lhe mãdou esta carta.

Muyto trabalhei por escusar esta guerra contigo, se quiseras temperar tua soberba com fazer o que te pedi, pois era tão justo & proveitoso pera todos: & porque esta nossa rotura se não acrecente mais, te faço saber que sou vindo a Repelim com grande exercito pera entrar em tua terra a tomar os frågues com todas suas mercadorias. Porem querote primeyro auisar, pera -ġ mos mandes : & se ho fizeres perderey ho odio que te tenho pelo passado: & se não proietote de te tomar a terra , & meter a espada todos os seus moradores. »

El rey de Cochim posto que estaua tão mingoado de gente, & via que poderia ser o que el

rey

de Calicut dizia não se mudou de sua determinação, & respondeolhe esta carta.

« Se o que me pedes com tanta soberba , me reğreras por mais brădas palauras não te teuera por menos esforçado do que cuydas que te poderey ter, porque onde ha saber ou esforço não ha descortesia nem mao insino: estas sam as cousas que Deos não sofre, nem eu ho tenho tão agrauado q cosinta tâto è meu dàno, q a vitoria deste feyto nå seja minha , & destes esforçados homềs que estão comigo, tu sejas muy bem vindo com todas tuas soberbas, que eu creo que elas com a justa causa que tenho abastarão pera me defender de ti, &

doutros meus immigos : que não acharas nunca tão fra-
co que faça cousa tão vergonhosa como me pedes : &
se tu costumas tais entregas, eu as não costumey nun-
ca, nem as ey dacostumar, dos frangues, nem de cou-
sa sua não faças conta, porque os hey de defender: por
isso não me mandes mais recado. »
Coesta reposta jurou

el
rey

de Calicut que auia de destruyr el rey de Cochim, & partiose logo de Repelim, que foy ho derradeyro dia de Março, & entrou em terra del rey de Cochim, em que não fez nhů dẫno por os senhores daquelas comarcas ho ajudarem. E aos dous Dabril estando ja muyto perto do vao onde estaua Naramuhim algüs capitães esforçados na muyta gente que tinhão quiserão entrar ho passo, & ele lhes defendeo a entrada, matâdolhe muyta gente. O que el rey de Calicut teue a mao sinal: & com tudo despois dassentar seu arrayal, mandou ao outro dia ho senhor de Repelim com dobrada gente da que

fora ho dia passado, & muy. ta outra por mar em paraós , parecendolhe que tomaria ho passo, mas não foy assi , porque Naramuhim ho defèdeo cô muyto esforço , & ajudouho Lourenço moreno com algus dos Portugueses, que tambem ho fez como muy valente caualeyro : & assi em outras muylas pelejas que despois ouue Naramuhim com os immigos, em que sempre foy vencedor, fazendolhes muyto grande danno de mortos & de feridos. O que vendo el rey

de Calicut, como era incostante arrependiase de ter começada a guerra que cuydaua de logo em chegado ao passo ho entrar. E por isto mandou algûs recados a el rey de Cochim sobre lhe entregar os nossos. Ao q lhe ele respõdeo, que pois fora constante em lhos não dar quando tinha rezão de recear seu poder, que faria então que estava muyto dauantajem , que oulhasse por si: porque se não auia de contentar com defender sua terra, se não com ho desbaratar de todo, o que ouuera de ter effeito, se os desleais de seus vassalos ho não deixarão: coesta reposta ficou el rey de Calicut assombrado, &

quasi que perdeu a esperança da vitoria, & se não fora por amor dos seus deixara a guerra, & conselharanlhe que mandasse saltear algus lugares de Cochim que estauão ao derredor, porque Naramuhim The mandasse acodir, & ficasse com menos gente, & que assi ho poderião desbaratar. E com todos estes ardis não pode ser, porque Naramuhim era de marauilhosa diligècia nestas cousas

& assi acodia a tudo que parecia que nunca faltaua onde era necessario, & de todas estas vezes el rey de Calicut perdeo muyta gente.

CAPITOLO LIII.

De como foy morto Naramuhim principe de Cochim por

treyção del rey de Calicut. Vendo el rey de Calicut ở não podião os seus capitães etrar ho passo a Naramuhim ordenou de ho fazer entrar por treição : pera o que se concertou secretamente com hũ Naire pagador do soldo dos Naires de Naramuhim a que deu muyto dinheiro, porque não mandasse ao arrayal a paga do soldo que mãdaua cada certo dia, porque os Naires a fossem buscar, & ficando Naramuhim com menos gente ele cometesse ho passo & ho ětrasse. E assi ho fez ho Naire, mandando dizer aos do arrayal de Cochim que fossem receber ho soldo porque lho nã podia mandar, & eles forão hứa noyte com licença de Naramuhim, encomendadolhe muyto que tornassem ante manhaã, o que eles não poderão fazer por

The não pagarë se não bem de dia. É entretanto que estauão em Cochim cometeo elrey de Calicut ho passo com toda sua gěte por mar & por terra, & com muyta artelharia que trazia: & como Naramuhim estaua com menos ametade da gente que tinha & ho poder del rey de Calicut era mór do q nunca fora, èirou por força ho passo. E deste impeto leuou Naramuhim ate, os palmares : onde ele fez todos os seus em bů

corpo

&

rompeo

muytas vezes os immigos matando muytos, mas como tinha poucos cercarano. E despois de fazer muytas brauezas, foy morto de frechadas cô dous seus sobrinhos tambem especiais caualeyros, & os seus se desbaratarão logo, & ficarão no campo muytos mortos. E el rey de Calicut nå quis seguir os viuos por ser quasi noyte que ate então durou a batalha , & tambè dos seus forão mortos boa parte. E sabida esta noua por el rey de Cochỉ, esteue hů pedaço fora de si , & quasi ĝ ho teuerão por morto: principalměte os Portugueses que estauão coele, & os Naires não entenderão neles por acudire a el rey, que doutra maneyra segundo todos ficarão com aquelas nouas, & com ho mal que lhes querião nã fóra el rey poderoso de os liurar da morte. É nisto tornou el rey a si arrebentando em choro, & dizendo palauras que os nossos não entenderão. E lão desacordado estaua que os não via, & preguntou por eles : & eles se leuantarão então chorãdo com dó dele: que vendoos, lhes disse que não ouuessem medo, porque nem aquela desauentura auia de ter poder pera ho fazer mudar do que lhes tinha dito, polo que lhe eles quiserão beijar a mão, & ele nã quis & sentindo ho aluoroço que tinhão os seus contra os nossos, pera os assessegar lhes disse. Agora que a fortuna se mostra tanto cótra mim, cuydaua eu q como verdadeyros amigos & leays vassalos auieys de trabalhar por me desagastar : & vos como que seguis a parte del rey de Calicut acrecentais me a paixão que tenho, assi pela morte de meu irmão, & de meus sobrinhos como por serdes contra os frangues, que vos tantas vezes encomendey, & que

sabeis

que muyto mais sêtirey receberë qualquer offensa de vos outros, de senti a morte de meus sobrinhos, porq eles morrerão defendendome, & vos com me offèderdes perseguis aos ģ eu tenho debaixo de meu emparo , & q me ficarão pera minha consolação, porque assaz he grande pera mim em tamanha desauětura cuydar que me vem este mal por fazer coeles o que deuo, & não creais que eles sam

« AnteriorContinuar »