Imagens das páginas
PDF
ePub

Ihară mandasse meter naos grandes pelo rio de Cranganor: que ya ter ao de Repelî, por onde yão ao passo de Palurte: & como as naos erão muyto mais altas que as carauelas podelas yão aferrar. E el rey ho quisera fazer, mas não pode ser, por nã poderem as naos chegar ao passo por hûs baixos que estauã no caminho & tornaranse. E vendo os mouros isto conselharão a el rey, ģ mandasse cõbater ho vao pelo principe, & pelo senhor de Repelim tantas vezes que cansassem os nossos , & os tomassẽ: & isto se determinou. Do que sendo Duarte pacheco auisado, foy amanhecer ao vao, leuando com os bateis os quatro paraós que tomara , &

posse

da bãda da terra de Porquá, onde saio a esperar os immigos como costumaua, porem eles não vierão: Porque sabendo ho principe, & ho señor de Repelim como a nossa armada estaua acrecentada, ouuerão medo de serê desbaratados, & não quiserão ir. E

porque

não andassem em delongas de pelejas, determinarão de entrar naalha de Cochim por outro passo que se chamaua o de Palinhar hứa legoa a baixo do vao que era muyto estreylo: & era tão forte com vasa muyto alta, & espinheyros muyto grosos & bastos, que parecia q era impossiuel poder entrar gente por ele. E por isso ho mais do tempo estaua sem goarda: & tambem porque nunca os îmigos fizerão inclinaçã de entrar por ele : & como ho principe & ho senhor de Repelim sabião q estaua mal goardado, quiserão prouar de entrar porele: & mandaram ir diante muyta gente baixa , cỏ machados, enxadas, & cestos, pera fazerem caminho aos Naires : & como o passo estaua sem goarda logo foy feyto , & os Naires começarão dentrar, & forão dar com muytos poleas, que são trabalhadores, gente muyto ciuil antre os Malabares. E como virão entrar os immigos, & não virão quem lho defendesse : defenderåho eles : & apilidarão logo a terra dando suas coquiadas, aque acodirão hûs com êxadas, outros com paos feytiços & pedras, porğ não podě ter outras armas : & hủs de ca, outros de la

fizerão hů bom

corpo

de gente, & derão nos immigos, ainda que erão Naires, que

The defendia a sua ley sopena de morte, que se na tocassem coeles. Porợ crem os Naires que ficão çujos : & tanto crem isto, que ainda aqui com medo de se çujarë, vědo remeter os poleás a eles fugirão. E como os dianteiros derão nos traseiros desbarataranse, & fugirå tão desatinados que cayão hûs por cima dos outros, & os poleás tomando as armas a muytos que matarão , as påcadas matauă coelas outros : & assi os desbaratarão & lançarà fora da ilha: & os outros que estauă por entrar nela não ousarão de passar auãte, credo que andaua ali Duarte pacheco. E assi se forão desbaratados ho principe, & ho senhor de Repeli, com muyla gente morta, por se os seus Naires não quererè tocar com os poleas de Cochim. E sabedo na fortaleza desta peleja acodiolhe Lourenço moreno cô algủs dos nossos , & ja nã achou que fazer, que era ho feyto acabado, que se fez tão prestes que nem a gente que mandou el rey de Cochim em socorro não achou ģ fazer: mas posse em goarda daquele passo. Os poleas despois que desbaratarão os immigos atauiarãse per mandado de Lourēço moreno, dos paos & armas dos mortos : & forão dar conta a Duarte pacheco do que tinhão feyto, que nunca soube da ida dos imigos a Palinhar, se não a tempo q nå podia socorrer. Porque pera ir por agoa auia baixos por onde os seus bateis não podião nadar. E quando vio os poleas que chegauão a ele, leuantouse a recebelos, crendo que fossem Najres. Candagora que estaua com ele lhe disse, que se não aleuantasse porque erão os poleas que desbaratarão os imigos. E ele folgou muyto cổ sua vinda , & fezlhe muyto gasalhado, & inãdouos assentar, ainda que Candagora nå quisera, & mandauaos leuantar, & ele não quis, dizendo q reză era que se fizesse hõrra a homès que a també souberão ganhar: & pois fizerã hứ feyto lå hõrrado que ja não auião de ser poleas, se não Naires , & que assi ho avia de pedir a el rey. E logo Câdagora lhe disse que el rey

ho não auia de fazer , porở não podia: porem Duarte pacheco os mandou todos assentar e rol, pera pedir a el rey de Cochim que os fizesse Naires , & assi lho

pedio. Do que se el rey escusou, dizèdo que era seu costume não poderë ser Naires, se nå os que nacião Naires: que se ho podera fazer ho fizera de muylo boa vontade, que bem via ğ ho merecião: mas que os Naires se leuantarião contrele, porở tinham por preuilegio antigo, que não podesse ser Naire què ho nã era de seu nacimento. E insistio tanto Duarte pacheco com el rey que The fizesse Naires os poleas, que lhe disse que pois Thos não queria fazer , que buscaria que lhos fizesse. E el rey disse q se ouuesse rey na India que o quisesse fazer, q ele o faria. E vědo Duarte pacheco q não podia ser , contentouse que el rey desse preuilegio a estes poleas , & aos seus descèdentes , ģ podessem passar pelos caminhos , posto ở pasassem os Naires, sem teré por isso pena, & q podessem trazer armas, &

que

fossem liures de todo tributo. E coisto que ouue se acresentou ho amor que lhe tinhã os de Cochim.

CAPITOLO LXXX.

De hûa treyção que mouro de Cochim quisera fazer

ao capitão mor Duarle pacheco. El rey de Calicut q desejaua muyto dauer as treze bő bardas que lhe os nossos tomarão, côcertouse cổ hủ mouro de Cochim chamado çamalamacar mercador rico & honrrado ğ Thas ouuesse. E ele se offreceo a isso, por querer grande mal a Duarte pacheco, como todos os outros de Cochi lho querião, posto que dissimulauão. E pera auer as bombardas ordenou hũa treyção, ở ou as auia dauer, ou se auia Duarte pacheco de perder : & começou de a ordir, cô lhe fazer saber

por

el
rey

de Cochỉ que tinha cem bahares de pimenta pera vender na nossa feytoria: & por se temer dos nossos que esta

uão nos passos do vao & Palurte, lhe era necessaria hứa bådeyra que leuasse aruorada em hů tone, onde tinha ebarcada a piměta, pera que vědoha os nossos ho nã salteassem. Duarte pacheco deu a bådeyra , & disse q se fosse necessario que ele iria pelo tone: o mouro disse que abastaua a bandeyra, porq ele não se temia tanto dos îmigos como dos nossos sem seu sinal. E esta palaura pareceo mal a Duarte pacheco, porợ conhecia ho mouro por roim : & porğ el rey era o corretor a não especulou bem. E como ho mouro teue a bandeyra nãdou dizer a el rey de Calicut que esteuesse toda sua frota detras da põia de Repelim , & que vendo ir pelo rio abaixo hũ tone com hùa bandeyra branca que tinha hìa cruz vermelha , saissê a ele dez ou doze paraos & ğ ho tomasse, pera Duarte pacheco lhe fosse acodir cổ os bateis, a q logo sairia toda a armada, & ở ho tomariã : & quãdo não, que pelo tone s tinha feyto crer que ya carregado de pimenta aueria as treze bombardas. E estãdo el rey de Calicut muylo ledo cõ este ardil, hù dia pela manhaa passou ho tone: & por amor da bandeyra que leuaua deixouho Duarte pacheco passar, se não quando indo hů pedaço das carauelas vio sair a ele dez ou doze paraos. E vendo isto acodiolhe com os bateis, & paraós, & hữ catur em que ya Pero rafael. E indo ao longo da terra vio vir contrele hü home correndo, & cenandolhe que esperasse: ho que ele fez, posto ĝ neste instante os îmigos tomarão ho ione. E chegando ho homě que era hủ Panical a borda dagoa, disse a Duarte pacheco, que não passasse auante: porque detras da ponta de Repelim estauào cento & oytenta paraos de Calicut: & porque ho Panical & outros Naires que hi estauão não cuydassem q ele auia medo aos imigos, disse que bem sabia que estauão ali, mas que não auia de sofrer tomarê assi ho tone. E dizendo isto pos a proa nos q ho tomarão, & fez que os ya demådar. E mandou a Pero rafael que fosse descobrir a ponta, & se visse os imigos que tirasse hủ tiro, & virasse logo: & se

a

não que aruorasse hủa bådeyra. E ele virou logo, tirando hủ tiro porque vio os imigos : & eles sairão apos ele, vendo que erão descubertos : & tirauanlhe muytas bombardadas. E Duarte pacheco The acodio logo, tirando do seu batel & dos outros. E sobre recolher Pero rafael foy hů aspero jogo de bõbardadas: & os imigos apertauão os nossos muyto rijo, & cô muyto trabalho se ajůtou Pero rafael cổ eles : & logo Duarte pacheco se recoTheo pera as carauelas com as popas por diante, & as proas nos imigos por lhes poder tirar cò a artelhária. E eles trabalhauão quanto podjà por lhe chegar sem temor da nossa artelharia : & as vezes chegauã a bote de lâça, & assi foy cõ muyta afrõla ate chegar as carauelas õde se recolheo cổ outra muyto mayor, & todos os seus : porą como os imigos yảo tă pegados coeles, passarà os nossos muy grâde perigo: & os imigos ficarà tào perto das carauelas como núca esteuerâ, & tudo foy pera inór seu mal, q como elas começarão de jugar cò a artelharia fizerấnos afastar com algủs paraós arrõbados, em q The matarão algủa gěte: & os nossos lhe dauå grandes apupadas, fazendo escarnio de quă pouco fizerão. E indose ja os immigos, Duarte pacheco foy apos eles nos baleis, tirandolhe bõbardas cõ magoa do tone que

vira tomar, que cuydaua que ya carregado de pimenta, como lhe dissera çamala macar. Do que aquele dia atarde o desenganou ho mesmo Panical ğ The dera ho auiso da armada del rey de Calicut : & disselhe a verdade do trato de çamalamacar, & a cilada ġ lhe tinha armada cô ho tone, & disselbe mais que se não fiasse de nhì mouro de Cochim, porque todos erão seus îmigos. E por estes auisos lhe fez Duarte pacheco merce: & ao outro dia estando ele em terra, foy çamalamacar ao passo com outros mouros, & mostrouse muyto triste pela perda do seu tone, dizendo â ya carregado de pimenta. Duarte pacheco lhe disse q nå se agastase, porque tudo faria por ele nã perder sua pimenta. E ele respondeo q se comelessẽ el rey de Calicut cổ os paraós & bõbar

« AnteriorContinuar »