Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Volume 62;Volumes 99-100

Capa
1900
0 Críticas
As críticas não são validadas, mas a Google verifica a existência de conteúdo falso e remove-o quando é identificado
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página 88 - Roteiro do Maranhão a Goiás, tem pelo exercício nas fazendas de gado tal inclinação que procura com empenhos ser nela ocupada, consistindo toda a sua maior felicidade em merecer algum dia o nome de vaqueiro.
Página 195 - Moçii de Cré, está enterrado na Capella de S. Pedro na igreja de Nossa Senhora da Candelária, porque morava na rua que se chama da Candelária, da Cruz para o campo, em umas casas que foram de João de Azevedo.
Página 279 - E do que obrarão sevs filhos nesta parte do Novo Mvndo. Tomo Primeiro da entrada da Companhia de Jesv nas partes do Brasil...
Página 22 - Rosa, commendaJor da Ordem de Christo, e bispo coadjutor do bispo do Rio de Janeiro D. José Caetano da Silva Coutinho. Por morte desse illustre prelado, em 1833, declinou da successão.
Página 96 - Pedreira, entáo presidente da provincia do Rio de Janeiro, celebrára o contracto da estrada de ferro de Mauá ! « O que se lia nos olhos de todos os que alli estavam era facil de se rastrear. Como é que só agora, em 1854, tinhamos o primeiro caminho de ferro, e esse mesmo limitado a um ensaio em tão pequena escala...
Página 126 - Capitanias, lie necessário, que as Minas estejão assim delias dependentes, e lhes communiquem por este caminho o ouro de que necessitão para promoverem a mesma cultura e Commercio. ' 1 Os nossos Sertões, e mais Capitanias, assim do Sul, como do Norte, não podem fornecer ainda quando as Minas carecem neste género.
Página 196 - Não obstante a denegação categórica de Francisco de Castro, cremos que não foi elle extranho a semelhante crime commettido com flagrante violação de todo o direito internacional. A presença de Duclerc o incommodava extraordinariamente, e não sabia como desfazer-se delle. Já em data de 9 de novembro do anno anterior reclamara da corte providencias a este respeito, e antes que lhe chegasse provisão regia, era o commandante francez assassinado com circumstanoias taes, que si o não constituem...
Página 22 - D. Frei Pedro de Santa Marianna, bispo titular de Chrisopolis, nasceu na cidade do Recife, da então capitania de Oliuda, em 30 de dezembro de 1782. Era filho ligitimo de Carlos José de Souza e D. Marianna Machado Freire. Aos 14 annos entrou para o convento do Carmo do Recife, recebeu o habito a 17 de fevereiro do 1797, e professou a 7 de fevereiro de 1799. Estudou philosophia e rhetorica no seu convento e no seminario episcopal de Olinda, sempre considerado estudante distincto, sendo approvado...
Página 349 - Milton, servindo de 2° Secretario, é aberta a sessão. E' lida e approvada a acta da sessão anterior. O Sr. Henri Raffard, 1° Secretario, dá conta do seguinte EXPEDIENTE Officios: do sócio Sr.
Página 128 - Antes de terminar estas informações sobre a casa Mauá & C., tenho o prazer de communicar a V. Ex. que a conta corrente do chefe daquella casa, que no balanço de 1875 apresentava um debito de 180 contos, está hoje representando um credito de cerca de 100 contos; isto quer dizer que o Visconde de Mauá trouxe para o activo da casa Mauá St C. valores que possuia em seu proprio nome e que pôde liquidar.

Informação bibliográfica