Os varões illustres do Brazil durante os tempos coloniáes, Volume 1

Capa
A. Franck, 1858
1 Crítica
As críticas não são validadas, mas a Google verifica a existência de conteúdo falso e remove-o quando é identificado
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página 87 - For pleasures past I do not grieve, Nor perils gathering near; My greatest grief is that I leave No thing, that claims a tear.
Página 245 - occupada , Será nobre colonia, rica e forte, Fecunda em genios, que assi o quiz a sorte. Será, pelo seu porto desmarcado, A feira do oiro, o emporio frequentado , Aptissimo ao commercio ; pois profundo Pode as frotas conter de todo o mundo. Será de
Página 34 - alma, que por ti suspira, Si quanto a vista se dilata e gira, Tanto mais de encontrar-te desespera ! Ah ! si ao menos teu nome ouvir pudera Entre esta aura suave, que respira ! Nize, cuido que diz...
Página 71 - Tremi, e mudou-se Das faces a cor. Marilia, escuta Um triste pastor. A vista furtiva, O riso imperfeito, Fizeram a chaga, Que abriste no peito, Mais funda e maior. Marilia, escuta Um triste pastor. Marilia, de que te queixas? De que te roubou Dirceu O sincero
Página 19 - poder substabelecer aqui as delicias do Tejo, do Lima e do Mondego, me fez entorpecer o engenho dentro do meu berço: mas nada bastou para deixar de confessar a seu respeito a maior
Página 67 - Ou dos cercos dos ríos caudalosos, Ou da minada serra. Nao verás separar ao hábil negro Do pesado esmeril a grossa areia, E ja brilharem os

Informação bibliográfica