Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" Ó glória de mandar, ó vã cobiça Desta vaidade a quem chamamos Fama! Ó fraudulento gosto, que se atiça C'uma aura popular, que honra se chama! Que castigo tamanho e que justiça Fazes no peito vão que muito te ama! Que mortes, que perigos, que... "
Obras de Luis de Camões ... - Página 141
por Luís de Camões - 1779
Visualização integral - Acerca deste livro

Dr. Martin Luther's sämmtliche Werke: Homiletische und katechetische Schriften

Martin Luther - 1805
...hua aura popular , que honra fe chama ! Que caltigo tamanho , e que jultiça t Faces no peito váo que muito te ama ! Que mortes ! Que perigos ! Que tormentas ! Que crueldades nelles exprimentas ! Dura inquietacaö tía alma, e da vida; Fonte de defamparos, e adulterios; in ber (Srfdjeimmg be«...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras do grande Luis de Camões ..., Volume 1

Luís de Camões - 1815
...gosto, que se atiça Co' húa anra popular, que honra se chama ! Que castigo tamanho, e que justiça Fazes no peito vão que muito te ama ! Que mortes!...perigos! Que tormentas! Que crueldades nelles exprimentas ! XC vI. Dura inquietaçaõ da alma, e da vida; Fonte de desampares, e adulterios; Sagaz consumidora...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras do grande Luis de Camões ..., Volume 1

Luís de Camões - 1815
...fraudulento gosto, que se atica Co' húa aura popular, que honra se chama! Que castigo tamanho, e que justica Fazes no peito vão que muito te ama! Que mortes! Que perigos! Que tormentas! Que crueldades nelles cxprimcutas! XCvI. Dura inquietacaõ da alma, e da vida; Fonte de desampares, e adulterios; Sagaz consumidora...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas: poema epico

Luís de Camões - 1819 - 420 páginas
...fraudulento gosto, que se atiça C'huma aura popular, que honra se chama! Que castigo tamanho, e que justiça Fazes no peito vão que muito te ama! Que mortes,...perigos, que tormentas, Que crueldades nelles exprimentas ! xcv. 155 Dura inquietaçao d' alma, e da vida, Fonte de desamparos, e adulterios, Sagaz consumidora...
Visualização integral - Acerca deste livro

Portuguese literature

Friedrich Bouterwek - 1823 - 405 páginas
...Co' liunm aura popular, que honra se chama ! Que castigo tamanho, e que justi9a Faces no peito vao que muito te ama ! Que mortes ! Que perigos ! Que tormentas ! Que crueldades nelles exprimentas ! Dura inquietacao da alma, e da vida ; Fonte de desamparos, e adulterios ; Sagaz consumidora conhecida...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas: poema epico de Luis de Camões

Luís de Camões - 1823 - 377 páginas
...anra popular , que honra se chama ! Que castigo tamanho, r que justiça Fazes no pe;to vão que umito te ama ! Que mortes, que perigos, que tormentas, Que crueldades nelles exprimentas ! xcv. CANTO IV. XCvI. Dura inquietação d'alma , e il;t vida , Fonte de desamparos, e adulterios,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras completas de Luis de Camões, correctas e emendadas pelo cuidado e ...

Luís de Camões - 1843
...fraudulento gosto, que se atiça C'huma aura popular, que honra se chama! Que castigo tamanho, e que justiça Fazes no peito vão que muito te ama! Que mortes,...crueldades nelles exprimentas ! XCVI. Dura inquietação d' alma, e da vida. Fonte de desampares e adulterios, Sagaz consumidora conhecida De fazendas, de reinos,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras completas de Luis de Camões, correctas e emendadas pelo cuidado e ...

Luís de Camões - 1843
...aura popular, que honra se chama! Que castigo tamanho, e que justiça Fazes no peito vão que muilo te ama! Que mortes, que perigos, que tormentas, Que crueldades nelles exprimentas ! XCVI. Duru inquietação d' alma. e da vid;i. Fonte de desamparos e adulterios, Sagaz consumidora conhecida...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas poema epico de Luis de Camões: restituido a' sua primitiva ...

Luís de Camões - 1846 - 585 páginas
...gosto, que se atiça C' uma aura popular, que honra se chama ! Que castigo taminanho , e que justiça Fazes no peito vão, que muito te ama! Que mortes!...n'elles exp'rimentas! XCVI. « Dura inquietação d' alma , e da vida , Fonte de desampares, e adultérios, Sagaz consumidora conhecida De fazendas ,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Estudo moral e politico sobre Os Lusiadas

José Silvestre Ribeiro - 1853 - 236 páginas
...gosto, que se atiça C'huma aura popular, que honra se chama! Que castigo tamanho, e que justiça. Fazes no peito vão que muito te ama ! Que mortes,...que tormentas, Que crueldades nelles exprimentas! Dura inquietação d'alma, e da vida, Fonte de desamparos e adulterios, Sagaz consumidora conhecida...
Visualização integral - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF