Respiração Boca-a-Boca: Romance-poema de poliamor

Capa
INDEX ebooks, 14/10/2019 - 102 páginas

Um original livro de poesia, um romance erótico e dramático em verso sobre poliamor, com versos de uma grande musicalidade e fluência, servidos por um vocabulário riquíssimo e belas imagens poéticas. A autora consegue, brilhantemente, evocar e homenagear os clássicos, com pompa e sofisticação, exclamações e invocações, perguntas retóricas e belíssimas metáforas.


O romance-poema desenrola-se em terras distantes e perdidas, numa época indeterminada. Numa madrugada nevoenta de outono, Beatriz, Roxana e Mariela, amantes e esposas de Lúcar, esperam sequiosas o regresso iminente do seu amado. A chegada de Lúcar é celebrada orgiasticamente pelos quatro, mas Lúcar descobre-se apaixonado pelo Arcanjo, e o desfecho dramático antecipa-se nas palavras proféticas do narrador “Ó Cérbero, abriste o portal da pedra / No qual a desilusão violeta medra. […] Os rios da alma foram abandonados; / Abandonadas foram as almas pias / E mais os ventos e as manhãs e os dias / E todo o céu violento e convulsionado.”


Flor de Maria d’Alma e Saudade é o pseudónimo poético da escritora e artista brasileira Izabella Zanchi.

 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Páginas seleccionadas

Índice

Secção 1_
Secção 2_
Secção 3_
Secção 4_
Secção 5_
Secção 6_
Secção 7_
Secção 8_
Secção 20_
Secção 21_
Secção 22_
Secção 23_
Secção 24_
Secção 25_
Secção 26_
Secção 27_

Secção 9_
Secção 10_
Secção 11_
Secção 12_
Secção 13_
Secção 14_
Secção 15_
Secção 16_
Secção 17_
Secção 18_
Secção 19_
Secção 28_
Secção 29_
Secção 30_
Secção 31_
Secção 32_
Secção 33_
Secção 34_
Secção 35_
Secção 36_
Direitos de autor

Acerca do autor (2019)

Flor de Maria d’Alma e Saudade é o pseudônimo poético da escritora e artista brasileira Izabella Zanchi


Nascida em dezembro de 1956, vive e trabalha em Curitiba/Paraná/Brasil. Atuou como atriz, dramaturga e diretora de teatro, migrando nos anos 1980 para a área das Artes Visuais (artista, curadora, gravadora e orientadora em oficinas de gravura, desenho e pintura), sendo criadora da Técnica Zanchi do Sudário. Seus trabalhos foram expostos em diversas mostras (nacionais e internacionais), integrando acervos como o do Weisman Art Museum. Em 2006, a artista fundou o grupo Salaprofunda, rebatizado de SALA em 2008, no qual atuou como artista conceitual e curadora, participando de diversos projetos e mostras como O Espelho e seu Duplo, de 2010/11.


Frequentou o Curso Permanente de Teatro da Fundação Teatro Guaíra de 1978 a 1981, o Curso Superior de Artes Cênicas da PUC em 1985/86 e o Curso Superior de Pintura da EMBAP de 1987/88. Formada no Curso Superior de Gravura da Escola de Música e Belas do Paraná (EMBAP/UNESPAR) em 2010.


Atua ainda nas áreas literárias de poesia, dramaturgia e romance, tendo publicado em antologias poéticas brasileiras e portuguesa e revistas eletrônicas de literatura do Brasil. Publicou um diário, com a editora Record, O Garçom B, sob pseudônimo Alma de Assis. Publicou três livros de cunho espiritualista, com a editora Madras, sob pseudônimo Rosabela Paz. Escreveu para jornais do Paraná nos anos 1980.

Informação bibliográfica