Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" Ninfa, a mais fermosa do Oceano, Já que minha presença não te agrada, Que te custava ter-me neste engano, Ou fosse monte, nuvem, sonho ou nada? Daqui me parto, irado e quase insano Da mágoa e da desonra ali passada, A buscar outro mundo, onde não... "
Archivo Bibliographico - Página 26
por Universidade de Coimbra. Biblioteca Geral - 1877
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas: poema epico

Luís de Camões - 1819 - 420 páginas
...mais formosa do Oceano, Já que minha presença na"b te agrada, Que te custava ter-me neste engano, Ou fosse monte, nuvem, sonho, ou nada? Daqui me parto irado, e quasi insano Da magoa, e da deshonra alli passada, A buscar outro mundo, onde não visse Quem de meu pranto e de meu...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras completas de Luis de Camões, correctas e emendadas pelo cuidado e ...

Luís de Camões - 1843
...mais formosa do Oceano. Ja que minha presença não te agrada, Que te custava ter-me neste engano, Ou fosse monte, nuvem, sonho, ou nada? Daqui me parto irado e quasi insano Da mágoa e da deshonra alli passada, A buscar outro mundo, onde não visse Quem de meu pranto e de meu mal se risse. LVIII....
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras completas de Luis de Camões, correctas e emendadas pelo cuidado e ...

Luís de Camões - 1843
...mais formosa do Oceano, Ja que minha presença não te agrada, O.ue te custava ter-me neste engano, Ou fosse monte, nuvem, sonho, ou nada? Daqui me parto irado e quasi insano Ihi mágoa e da deshonra alli passada, A buscar outro mundo, onde não visse Ouem de meu pranto e de...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas de Luiz de Camões

Luís de Camões - 1847 - 415 páginas
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

Os Lusiadas

Luís de Camões - 1859 - 415 páginas
...mais formosa de Oceano, Já que minha presença não te agrada, Que te custava ter-me neste engano, Ou fosse monte, nuvem, sonho, ou nada? Daqui me parto irado, e quasi insano Da magoa, e da deshonra nl li passada, A buscar outro mundo, onde não visse, Quem de meu pranto e de...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras, precedidas de um ensaio biographico, augmentadas com ..., Volume 6

Luis Vaz de Camoens - 1870
...mais formosa do Oceano. Já que minha presença não Ic agrada, Que te custava ter-me neste engano, Ou fosse monte, nuvem, sonho, ou nada? D'aqui me parto irado e quasi insano Da magoa e da deshonra ali passada, A buscar outro mundo, onde não visse, Quem de rneu pranto e de meu...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas

Luís de Camões - 1860 - 397 páginas
...mais formosa do Oceano, Já que minha presença não te agrada, Que te custava ter-me oeste engano, Oa fosse monte, nuvem, sonho, ou nada? Daqui me parto irado, e quasi msano Da magoai e da deshonra alli passado, A huscar outro mundo, onde nao visse Quem de meu pranto...
Visualização integral - Acerca deste livro

Episodios de Ignez de Castro e Adamastor, extrahidos dos cantos III e v dos ...

Luís de Camões - 1865 - 35 páginas
...quedo, E junto d'um penedo outro penedo. Ó nympha a mais formosa do Océano, Ja que minha presenca nao te agrada, Que te custava ter-me neste engaño,...ou nada? Daqui me parto irado, e quasi insano, Da magoa, e da deshonra alli passada, A buscar outro mundo, onde nao visse, Quem de mcu pranto e de meu...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras de Luiz de Camões: Os Lusiadas. Estancias desprezadas. Lic̜ões varias ...

Luís de Camões - 1870
...mais formosa do Oceano. Já que minha presença não te agrada, Que te custava ter-me neste engano. Ou fosse monte, nuvem, sonho, ou nada? D'aqui me parto irado e quasi insano Da magoa e da deshonra ali passada, A buscar outro uiundo, onde não visse. Quem de meu pranto e de meu...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusíadas: los Portugueses

Luís de Camões - 1873 - 263 páginas
...mais formosa do Oceano ! Já que minha presença nao te agrada , Que te custava ter-me neste engano , Ou fosse monte, nuvem, sonho, ou nada? Daqui me parto irado , e quasi insano Da mágoa , e da deshonra alli passada , A buscar outro mundo , onde nao visse Quem de meu pranto, e de meu mal se risse. LVIII....
Visualização integral - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF