Iracema – Lenda do Ceará: Lenda do Ceará

Capa
Editora Melhoramentos, 06/05/2015 - 144 páginas

Ceará, século XVII. Você está prestes a conhecer uma das histórias de amor mais aclamadas da literatura brasileira. O herói branco, europeu, apaixona-se pela linda Iracema, "a virgem dos lábios de mel". Mais que doçura, a bela guarda o valioso segredo da jurema, que lhe cobra total castidade. O amor, porém, não conhece segredos; tem seus próprios mistérios.

No enredo, um conflito histórico entre tribos indígenas permeia a narrativa, tecendo uma parábola ao mesmo tempo trágica e poética da origem do povo brasileiro.

 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Páginas seleccionadas

Índice

Prólogo
Capítulo
Capítulo
Capítulo III
Capítulo IV
Capítulo V
Capítulo VI
Capítulo VII
Capítulo XIX
Capítulo XX
Capítulo XXI
Capítulo XXII
Capítulo XXIII
Capítulo XXIV
Capítulo XXV
Capítulo XXVI

Capítulo VIII
Capítulo IX
Capítulo X
Capítulo XI
Capítulo XII
Capítulo XIII
Capítulo XIV
Capítulo XV
Capítulo XVI
Capítulo XVII
Capítulo XVIII
Capítulo XXVII
Capítulo XXVIII
Capítulo XXIX
Capítulo XXX
Capítulo XXXI
Capítulo XXXII
Capítulo XXXIII
Notas do Autor
Carta ao Dr Jaguaribe
Momento histórico
Momento literário Créditos

Palavras e frases frequentes

Acerca do autor (2015)

José de Alencar nasceu em Messejana, no Ceará, em 1829. Filho de um ilustre senador do Império, logo enveredou para a carreira política, mas foi como jornalista e escritor que acabou se destacando.

Considerado o maior prosador do Romantismo brasileiro, José de Alencar fundou o chamando romance nacional, que pretendia retrata a cultura e os costumes da época, em busca de uma identidade verdadeiramente brasileira.

Informação bibliográfica