A Águia e o Dragão. Portugueses e Espanhóis na Globalização do Século XVI

Capa
Leya, 05/12/2018
0 Críticas
Um texto de história comparada que visa destacar os paralelismos entre dois fenómenos coevos. Por um lado, a célebre conquista do México pelo contingente espanhol comandado por Cortés e o fim do Império Asteca, cuja casa imperial tinha por símbolo a águia. Por outro, e este menos conhecido, a chegada dos Portugueses à China e o seu primeiro contacto com o Império do Meio. Se Cortés chega ao México em 1519, em 1520 chega a Nanquim uma embaixada portuguesa. Pegando nestes episódios e datas, Serge Gruzinski traça um quadro comparativo entre as duas sociedades, numa análise extensa que abarca a cultura, a economia e o poder militar. Uma obra preciosa para se perceber o impacto da expansão ibérica e as realidades que os dois povos da península encontraram em lados opostos do mundo, num movimento de expansão precursor da globalização.
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Páginas seleccionadas

Índice

Secção 1_
Secção 2_
Secção 3_
Secção 4_
Secção 5_
Secção 6_
Secção 7_
Secção 8_
Secção 13_
Secção 14_
Secção 15_
Secção 16_
Secção 17_
Secção 18_
Secção 19_
Secção 20_

Secção 9_
Secção 10_
Secção 11_
Secção 12_
Secção 21_
Secção 22_
Secção 23_
Direitos de autor

Palavras e frases frequentes

Informação bibliográfica