Historia do imperio: a elaboração da independencia

Capa
F. Briguiet, 1927 - 869 páginas
 

Índice

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página 355 - Eu ainda me lembro, e me lembrarei sempre do que Vossa Magestade me disse, antes de partir dois dias, no seu quarto (Pedro, se o Brasil se separar, antes seja para ti, que me has de respeitar do que para algum desses aventureiros).
Página 532 - Este inaudito despotismo, este horroroso perjúrio político, de certo não o merecia o bom e generoso Brasil. Mas enganam-se os inimigos da ordem nas Cortes de Lisboa, se se capacitam que podem ainda iludir com vãs palavras, e ocos fantasmas, o bom sizo dos honrados Portugueses de ambos os Mundos.
Página 411 - Se algum dia há de ser quarto, Não é preciso algum parto De Bernarda atroador: Seja nosso Imperador, Com governo liberal, De Cortes, franco e legal, Mas nunca nosso Senhor".
Página 532 - VAR estiver (o que não é crível) pelo deslumbrado e indecoroso Decreto de 29 de Setembro, além de perder para o Mundo a dignidade de homem, e de Príncipe, tornando-se escravo de um pequeno número de desorganizadores, terá também que responder, perante o Céu, do rio de sangue, que de certo vai correr pelo Brasil com a sua ausência...
Página 303 - Havendo eu dado todas as providencias para ligar a Constituição que se está fazendo em Lisboa com o que é conveniente ao Brasil, e tendo chegado ao meu conhecimento que o maior bem que posso fazer aos meus povos é desde já...
Página 495 - Príncipe, as nações todas têm um momento único, que não torna quando escapa, para estabelecerem os seus governos. O Rubicon passou-se; atrás fica o inferno; adiante está o templo da imortalidade.
Página 428 - O Príncipe está decidido, mas não tanto quanto eu desejaria. Os ministros vão ser substituídos por filhos do Paiz, que sejam capazes. O Governo será administrado de um modo análogo aos Estados Unidos da America do Norte. Muito me tem custado alcançar isto tudo — só desejaria insuflar uma decisão mais firme.
Página 495 - Brasil deve passar hoje á lista das nações livres : é decreto do Arbitro do Universo ; ha-de de cumprir-se, queiram ou não queiram os mortaes, que impedir a sua marcha a nenhum é dado... Obedecei, Senhor, a esta lei eterna e cumprindo assim um dever sagrado, fareis a vossa gloria, a salvação de Portugal, e do Brasil a dita.
Página 367 - As colónias hespanholas, pelo máo governo actualmente daquella monarchia, podem-se contar quasi como perdidas para a Europa, e em taes circumstancias eu consideraria como uma fortuna, que se estreitasse por todos os meios possíveis o nexo entre Portugal eo...
Página 426 - Como é para bem de todos, e felicidade geral da Nação, estou prompto : diga ao povo, que fico.

Informação bibliográfica