Imagens das páginas
PDF
[merged small][merged small][ocr errors][ocr errors][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][ocr errors][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][ocr errors][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][ocr errors][merged small][ocr errors][merged small][merged small][merged small][ocr errors][ocr errors][ocr errors][ocr errors]

** de nofo gloriofo Patriarcha

[ocr errors]
[ocr errors]

o Jacrifico incruento da mio, que o |Padre Gonçalo fiava celebrando. Mayto contétou eta interpretaçam á ferenifima fenhora,per füadindofe que com aquelle • prodígio fe declararia a glorioo fá morte,que efte fervo deDeos • • havia de padecer por pregar a fé, de Chrifto Senhor nofo, como depois o motrou o tempo. 8 Havida a licença, com o alvoroço que difemos,fe embarcou logo, & partib pera a India o Padre DomGonçalo,no Em 71 e anno de 1556, que foy o mef ... %; , mo em que da terra partio pera /ra a in: o cêo a bemaventurada alma

S. Ignacio, & afim nam ap

| Couto na feptima Decada, | aonde efêrevê que o Padre

[ocr errors]

| pera a India no anno de 1555. em companhia dos PadresMelchior Carneyro, & Antonio de uadros, fendo que por nofas contas (que nito fam as mais. ajutadas) o Padre Gonçalo fe partio o anno feguinte,em companhia do Patriarcha de Ethiopia,como adiante motraremos, 9 Neta larga navegaçam o em que fe dobram tan|tos cabos,em que fe paflam tantos golfaõs, em que fe levam tantos perigos, & fe padecem tantas difficuldades, fe ofere

provamos o que diz Diogo do |

| Gonçalo da Sylveira fé partic |

[blocks in formation]

nam fucedeo trabalho,nem perigo em toda a navegaçam, no qual ele nam fofe o primeyro; dormia de noyte entre os grumetes,& no convès da nào,fem querer admitir camarote, nem beliche, nem menos lugar na i varanda: & exercitando emfim todas as mais acçoens de hum varàm Apotolico, que tamde

fejofo andava de fever metido |

em femelhantes defafios.

[ocr errors][merged small][merged small]

efecargo, do grande zelo com que acudia à converfim dos gentios, & ao lem dos Portuguefs. |- # Epois de vencidas } as grãdes difficulX

# # # dades, que ordina

[ocr errors]

ceo ao Padre Gonçalo da Sylveira hum novo , & defejado

#\*: • • riamente fe pade

cen),

[ocr errors]
[graphic]
[merged small][ocr errors][ocr errors][merged small]

Partefganda, Livro quarto Cap. XXXIII. I #

cem em tam comprida navegaçam, chegou finalmente o Padre Gonçalo,com o Patriarcha D.Ioam Nunes Barreto, a lançar ferro em Goa, & defembarcado fendo jà tarde, chegou ao nofo Collegio quafi pela meya noyte: afertou de ferito em hum Sabbado, & logo ao Domingo pela menham prêgou na nofa Igreja, cõ admiraçam de todos, porque primeyro o viram prègando no pulpito, do que foubefem que era chegado á Índia;& primeyro lhes deo as boas novas do céo, que lhes

[blocks in formation]

trazia, do que lhe defem as

giam as occafioens, como fe a

ria,em que fizefle, & compu

[merged small][merged small][merged small][merged small][ocr errors][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][ocr errors][ocr errors][ocr errors][merged small][merged small][ocr errors]

de fer Princepe, & que por juizo de todos era etremado

N

pera

______ ========-==–

paximperij, nifi imperaílet.

+-+

[ocr errors]
[ocr errors][ocr errors][merged small][ocr errors][ocr errors]

era o governo, fenam gover

[ocr errors]

porque motrando d'antes grandestalentos, & fendo por elles defejado de todos pera o Imperio, tarito que começou a governar,começou també a defcontentar, & a nova occafiam do mando lhe fez perder a boa opiniam,que fendo fubdito tinha ganhado. 3 Porém o P. Gonçalo da Sylveyra fempre foy o me{mo na virtude,& no zelo, & neta

ve muytas em q motrou melhor o grande thefouro de fuas

todo ofeu tépo mais cõ a fuave força de feu raro exéplo,4 com violêcia,ou copia de preceytos, poto q cõ notavel cuydado, & devaçam,começou a entroduzir a obfervãeia de nofías Contituiçoês, q depois cótinuou o P. Antonio de Quadros, á lhe focedeo. Acho delle efcrito,4 pera feus fubditos era tam brãdo,4 nam havia coufa mais fuave,& aprazivel q húa fua repréfam, q nelle he mais digno de admiraçam, pois era tam rigorofo em fe mortificar a fy me{mo; mas eta he a regra qgoardam os fuperioresofanctos, ufâm de mortificaçoéspera cófigo,& tratam cõ brãdura aos fubditos. Exercitou fempre ete cargo cõ

notavel prudencia, & charidaide, que famas duas principaes

nòva occafiam do governo, ou

admiraveis virtudes: governou,

[blocks in formation]

rique, que governavam ete Reyno, que pera ceffarem femelhantes inconvenientes, & a Fé Catholica florecer entre aquelles gentios, defem ordem, com que na India ouveffe Tribunal do Sancto Officio,& que ouveffe igual cuydado em prover aquelles cargos de homens infignes em prudencia, em le: tas,& em fãêtidade(q todas ef tas tres partes fam proprias de femelhãtes minitros, pois affif. tem a hum Tribunal em que fe tratam os pontos de mayor

confideraçam, & tem hum of

ficio,

dia ao e/piritual. de Goa, & da india.

[ocr errors]
[ocr errors][merged small][ocr errors][merged small][merged small]

tam fingular beneficio, com á a fé Catholica fe conferva hoje pura no Oriente.

dor da India Francifco Barreto

Aragám; que foy fidalgo de

| coufas de muyto porte, pera bê

a hia foy que em Goa,& em as

Parte fogunda.

à diligêcia,&ás cartas do Padre Gonçalo da Sylveyra fe deve

Era nefte tempo gover

de Lima,filho de Nuno Rodrigues Barreto, Alcayde mór de Faro, & de Dona Leonor de

grandes merecimentos, dotado de grande piedade, & muyzelofo da Chriftandade, com elle teve grande entrada o Padre Gonçalo,&o perfuadio a fazer

da converfam daquelles gétios;

mais partes, aonde os gentios andam miturados cõ os Chritãos, etes fofem preferidos nos officios da republica, fegundo o tinha já elRey ordenado por cartas fuas, as quaes| até entam,por outros refpeytos fenam executavam. A fegunda foy que fe prohibife com grão de rigor aos gentios, que nam

[ocr errors][merged small]

pudefem dentro da cidade de Goa exercitar fuas ceremonias gentificas nem em publico, né em fecreto: ambas etas coufãs lhe concedeo o Governador, como tam Catholico;&tam piedofo, & foy notavel o augmé | to 4 com etas boas traças teve

la Chritandade em Goa, aonde |

[ocr errors]

Livro quarto Cap.X XX 11. 147 ficio, que por antonomafia (e chama fancto Officio) & afim

em breve tempo fe bautizaram mais de tres mil, fendo afim q eram dantes muy raras as converfoês detes gentios morado

res em Goa. •

[ocr errors][ocr errors]

fitia,& ajudava ao bê do etado da India, porá feu efpirito era como o de Elias, zelofo, & dobrado, pera as coufas de Deos fervorofo, & pera as ocafioens de guerra animofo. Embarcavafe nas armadas,& netas emprefas imitava em tudo ao gloriofc P.S. Frãoifco de Xavier, meten dofe cõ os foldados, pera os tra

leyjar, & enfinandoosa (e côn

[merged small][merged small][merged small][merged small][ocr errors]

---

dia.

etavam em taõ evidête perigol N 2

. Fez

« AnteriorContinuar »