Imagens das páginas
PDF
[merged small][ocr errors][merged small]
[blocks in formation]

cendo a alguns, que nam dava fè das coufas, nenhúa lhe pafía

|va por alto, que na verdade

nam fam mais acõmodados pera governar,os que fe motram mais efpertos em vigiar; mais fe alcança com a difsimulaçam que com a importunaçam: ete Padre uzando fempre de grande quieraçam,&motrando que nam andava pefquizando as coufas,nenhuma occafiam deyxava paffar,em que nam fizeffe particular anotomia nas inclinaçoens, & payxoens de cada hum dos feus noviços,enfinan doos avencelas, & dandolhes penitencias fecretas, & muytas publicas,pera lhes quebrar as vontades,& os fazer negar a fy me{mos. 6 Nam deyxarey de contar a mortificaçam que deo ao Padre Manoel Fernandes, de que agora fallamos, ete Padre antes de entrar na Companhia era jà homem grave, & facer

dote de grande repeyto, & au

roridade;quiz o Padre Antonio Correa experimêtalo, chamao,

avifao que và ao refeytorio, ef.

| replicar, entra hum dia pelo re

T 173 tando a comunidade junta, & | ally faça certa pratica, que entam lhe ordenou, & logo ouvirèmos:obedeceo o noviço, fem

feytorio de Sam Roque, vayfe à cadeyra do Lente,em prezêça do Padre Provincial Diogo Miram, do Prepofito , & dos mais religiofos, & começou a

falar de tal maneyra, que os q |

o ouviram, & nam fabiam o que paflava, ficàram nam meI1OS efpantados! que confufos, por cuydar que o tinham toldado, & que fe queria hir da Companhia:vinhafe a pratica a refolver, que fendo ele facerdote grave, Reytor de hum Collegio, poto pelo Cardeal Infante, a quem era muyto aceyto,deyxâra o mundo, & as efperanças que tinha de crecer em aventajadas dignidades, & groflas rendas, por entrar na Companhia, & que nella viera a cahir nas mãos de hum mancebo, & achar por pay epiritual,& por feu metre de noviços hum Padre moço,fem barba,nem authoridade, o qual o tratava a elle como a menino, fem refpeyto ao facerdocio, né á qualidade de fua pefoa, defe autorizandoo com penitencias cõtinuas, com officios bayxos, & mortificaçoens, em que perpetuamente o trazia em huma 1ôda viva. Diffe ito o obediente noviço com tanto fizo,

[merged small][ocr errors]

|

ziamos)fe entriteceo,julgando que o bom facerdote etava tentado na vocaçam; mas acabada a mefa tambem fe acabou eta imaginaçam, ficando logo entendendo que fora lan

|ço dos que cutumava ufar o

Padre Antonio Correa, pera provar a efte feu noviço, edificandofe todos igualmente da {ynceridade do difcipulo, da traça do metrê, & da mortificaçam de ambos. Efte Padre Manoel Fernandes foy ao diãte tam grande fervo de Deos, & padeceo tanto em Ethiopia, fendo companheyro daquelle infigne varàm o Patriarcha D. Andrè de Oviedo, que bem motrou emtam gloriofos trabalhos a boa criaçam que lhe déram em o noviciado de Life boa. 7 Era o Padre Antonio Correa de fua compreyçam fraco, ordinariamente doente, de muy poucas carnes, & por ter lançado muyto fangue pela boca andava jà quafi tizico, mas nem por ifo deyxava de guardar a me{ma feveridade no tratamento de fua pefoa, no vetir,& no comer,& nete epirito criava aos feus noviços na cafã da provaçam, em muyta oraçam, & mortificaçam, em

grande deprezo do mundo, sê

Chronica da Companhia de If,em Portugal.

ponde raçam, & pauza, que a coufas fiel companheyro, &
communidade toda (como di-

ainda capitam, que hia diante com a bandeyra do exemplo. Tinham naquelles primeyros tempos hum dia cada mes, a que chamavam dia da fancta pobreza, & era fempre o pri meyro dia do mes, nete nam fe comia carne,nem peyxe,nem coufa de cofinha, só comiam

pam fegundo,& alguma fruyta,

ou coufa afim de facil digef tám;& o bom Padre Antonio Correa executava efte fancto cutume com tanta exaçam, como feelle fora o mais valen. te da cafa. 8 Mandava muytas vezes aos noviços em corpo,vetidos como moços de ferviço em côpanhia do comprador pera trazerem às cotaspera caía o que ele comprava na ribeyra. Deta maneyrahia,& vinha muytas vezes o irmam comprador pera cafa acompanhado detes tam honrados moços da feyrinha: mas porque o dito irmam comprador nam cuydafe, que eta mortificaçam sò pertencia aos noviços,ordenou hum dia o Padre Antonio Correa ao me{mo irmam comprador, quãdo etava com o mantéo aos hombros efperando pelos noviços que lhe haviam de trazer

o que comprafíe na feyra, que,

trocafem as maõs, & que daquella vez o noviço fofe o cõprador, & elle foffe o da feyri

"-"...

|
ido o metre em todas etas

nha,

|

ExercitaTU (105 770 vicos em • • mortificagoens publicas.

Como fez a me{ma mortificagam que ordenava (104 014/r0$

Parte Iguai. Livro quarto Cap.XXXIX. 175

nha,pera trazer em corpo o q o noviço compraffe, obedeceo o irmam(que naquelle tempo nam ferepugnava ao que mandava o fuperior) & como o ir

|mam comprador atè entam era

o que mandava avia, & trazia apoz fy aquelles pagens, nam

|lhe cultou pouco eta nova mu| dança de officio, nem foy pe} quena a mortificaçam, em re|zám de fer muy conhecido por |aquelles bayrros da feyra,& da

ribeyra, aonde tinha muytos

[ocr errors]

dos de ver de repente huma novidade tam notavel, que fer

|vide de moço de feyrinha o á

tanto tempo fora comprador autorifado. , .

9 Porêm pera que o Padre Antonio Correa foubeffe tambem como etas coufas cutavam, tambem lhe veyo por cafa outro tanto,porque advertindo algús Padres graves ao Padre Provincial Diogo Miràm da muyta demazia que havia nete fervor de mortificaçoens publicas, avifou o Padre Provincial ao Padre Prepofito da cafà, que ordenafe ao metre dos noviços que houveffe nito mais moderaçam,& que entendefe que batava menos : mas dilatando o Padre Prepofito o avifo por inadvertencia, foccedeo hir logo no dia feguinte hú noviço na fòrma cutumado

em corpo, & com a ceyra ás

[blocks in formation]

o comprador da maneyra que mandava os feus noviços, pera que experimentafe em Iy o q tantas vezes imperava aos ou[IOS, • 1o Dada eta ordem, caloufe o humilde metre, & ordenou logo ao comprador, que foflem ambos à praça a trazer o neceffario pera cata,o irmam, poto que nam tinha entam q hir bufcar, com tudo por obedecer, foy; & [ahio com ele o Padre Antonio Correa em corpo,com hum faco às cotas. Nam pretendia tanto o Padre

Provincial,porque sò queria cõ aquella lembrança amoeltalo de palavra, mas nam e/perava que chegafe á obra, & afim mandou avifar ao Porteyro, á nam deyxaffe fahir pela porta ao Padre Antonio Correa,com o irmam comprador; mas quãdo o recado chegou à portaria da cafà, jà o Padre andava pela praça da Cidade, fendo mais aprefado em obedecer do que era o Provincial em mandar: acôpanhou o Padre ao irmam comprador pelas ruas de Lif boa,andou pela ribeyra, trouxe

[merged small][ocr errors]

fruyta, & hortaliça pera cafa,

tificaçam

com tanta confiança, & com Publica.

[ocr errors][merged small][ocr errors]
[ocr errors][ocr errors]

de caminho falou a alguns of ficiaes, por cujas portas paíou, que lhe tinham obras encomêdadas pera o noviciado, ficando elles confufos de ver húa pelfoi tam autorizada com aquelle officio tam deprezível, atè que entendendo o efpirito de mortificaçam, & fan&ta humildade,de que naciam taes effeytos, ficàram muy edificados,entendendo todos que efte bom metre exercitava em fy por exemplo, o que ordenava aos outros por doutrina. 1 1 Delta maneyra criou os feus noviços enfinando, &

em toda a provincia eram muy conhecidos os que tinham aprendido na efchóla de efpirito do Padre Antonio Correa em

[ocr errors]

viciado em Sam Roque até o

............., atino de 1 569. em o qual por

caufa da péte em que a Cidade ardia,fe mandáram os noviços pera fóra, por nam fe lhes pegar a contagiàm do mal, & depois fejulgou que fe repartifem por Coimbra, & Evora, porque a pobreza da cafà nam fofria futentar noviços,& nete me{mo anno deo fim a feus dias o bom Padre Antonio Correa de huma febre tizica em húas cafas fôra da Cidade,pera onde foy mandado, bem contra fua

[ocr errors][ocr errors]

obrando,com tanto efPirito, q

|

Adoeceo o P. Antonio Carrea, S | |

a "A mor ro fantiadellie.

vontade, pedindo ele de joe

tam pouco afombramento,que

[merged small][merged small][merged small][merged small][ocr errors][ocr errors][ocr errors][ocr errors][merged small]

Crãdes curfos que acudiam á Igreja de S.Raque.

Partefeganda, Livro quarto Cap.XXXX. 177

CAPITv Lo xxxx.

[blocks in formation]

toda,que logo fe começáram a fundar cafas,como já difemos, pera de mais perto fe aprovey

tarem dos favores do fancto, & |

1 minterios dos Padres. 2. Os cófrades, & officiaes da confraria de S. Roque nam iceffavam defe dâr os parabens a Íy, & as graças a Deos,por lhe caber tam ditofa forte da boa

os Padres; foram juntos dâr as graças aos Sereniffimos Rey Dom Ioám,& Rainha D. Catherina,por tam afinalada merce, como foy alcançarem por (eu meyo a uniãm da fua confraria com a nofia Igreja, pedindo perdam pela refittencia pafada, & fazendo de novo li# defiftencia dos contratos, & obrigaçoens, de que atraz fizemos mençam,deyxando tudo na livre vontade daquelles bons Padres, de cujo procedimento etavam tam fatisfeytos; mas nam fofreo à Companhia deyxar de lhe guardar todo o contratado, & melhorandofe tanto deta forte a mefma confraria, & o ferviço de Sam Roque, que d'ally por diante com mayor fervor continuáram muytos fidalgos, & fenhores mais principaes do Reyno em fer mordomos dauella irmandade, fervindo, & feftejando o gloriofo confefor de Chrifto. 3 O Prégador que entam havia de mayor efpirito era o bemaventurado Padre Gonçà

lo da Sylveyra, Prepofito da mefna cafa,elle sò prègava to

vifinhança, & irmandade com |

[ocr errors][ocr errors]
[ocr errors][merged small]
[graphic]
[graphic]
« AnteriorContinuar »