Imagens das páginas
PDF
[ocr errors][merged small]

verfoens , mayor occafiam pera conti# em obra de tanta chrif> |

Parte figunda. Livro "ar"Cap.A.XXXI.

do Padre Pero da Fonfeca a cafa dos Cathecumenos, aonde fe recolhem,futentam, cathechizam, & bautizam os que das feytas dos Turcos, Mouros, & Iudeos,fe querem converter a nofa fancta Fé; que foy

| obra de grande gloria de Deos,

pelos muytos que naquella cafa,com admiraveis fucceflos alcançàram,por meyo dos Padres de Sam Roque, o caminho da falvaçam, detetando feus erros,& abraçandofe com a verdade Catholica. A primeyra pedra que fe lançou em eta obra,foy ainda em vida do Se renilsimo Infante Cardeal, no anno de 1579 , por caufa de quatorze Mouros, que vieram de Berberia, movidos de Dcos, a pedir o fancto bautifmo, aos quaes logo acudiram alguns Padres, bufcandolhe efmolas

- pera os futentar, & dandolhe a doutrina neceffaria, & apos

ella o fancto bautifmo. Logo no anno feguinte foy bautizado outro Mouro parente do Xarife; & foram concorrendo outras femelhantes condonde fe tomou

tandade, & piedade, do modo, que hoje fe conferva, com cafas bem accommodadas, com regimento feyto pelos Padres, com provisam pafada por fun # ; começando eta

---

163

caía mais em forma, com a or"em que temos dito, no anno

de 1584 celebrandofe os bau

| | titimos com grande folemnida

de neta Igreja de Sam Roque, com notavel gloria de Deos nofo Senhor,cuja féfanátifima aquitriñpha dos errosMahometanos,& da cõtumacia Hebrêa. Hña das mais gloriofas obras que tambem fizêram os Padres de S. Roque,he o Col. legio da fancta Fè Catholica dos eftudantes Irlandefes,da in vocaçam de Sam Patricio, ne{ ta cidade de Lisboa,á foy obra de muy grãde ferviço de Deos, & gloria fua. Direyaqui brevemente a occafiam que houve pera fe intituir efte Seminario, &fe entregar à Companhia, q hoje delle tem cuydado. Rezidíam fempre na «afa de S. Roque algús Padres etrangeyros das partes do Norte, conforme a ordem, é pera ifo tinha dada o P. Pero da Fonfeca (do qual

por vezes tenho fallado)pera é |

pudeísé ajudar a feus naturaes (que acodem à cidade de Life boa,como a praça commua, & emporio univerfal de todas as naçoês)procurãdo cõ feus fanétos trabalhos reduzir aos q vê

jà inficionados, com a preverfa

contagiam da heregia, & dár a

mam a outros,pera qnam fe dey

xé enganar cõ femelhãte erro. 6 Affitia no anno de 1592.

na caía de S. Roque o P. Ioam

[ocr errors]

*-- ------

Da otcáÁam que houve pera fefüdar o Collegio dos Irlandefes,

o rei,o. Clingo irlandes,homé de gäde "... Irã- zelo,& virtude , & muy verda.........eu deyro Catholico, como cultu# jo-, mamfer os Irlandefes,aos quaes "" || parece q por herãça de feuprimeyro Apotolo S.Patricio,lhes vê a fidelidade à Igreja Romana,& a contancia na Religiam Catholica,em que fetê fempre confervado,a pezar dos hereges feus vizinhos, que igoalmente | os querê dominar,& os defejam , , alem o preverter. Elte P.Ioám Olingo, o , , /, & o P.Pero da Fõ{eca tratáram voca. de fe fazer em Li boa húSeminario,ao qual pudeísé vir moços Irlandefes nobres,pera nelle fe criarê em virtude, & em letras, pera ao diãte voltaré a fua patria,& nella prègaré a feus naturaes, confirmandoos na Fè, á * tam louvavelmétè futentam,& continuando neta fancta emprefa,até derramaré o fangue, fendo neceffario, pela verdade Catholica. Foram os dous Padres cómunicar efte negocio cõ o Cardeal Alberto, Legado á latere de fua Sanctidade, o qual naquele tempo governava ete - Reyno,& como era tam pio, & inclinado às coufãs daReligiam, cõ muyto goto veyo em dar efta licença, & offereceo feu favòr, pera obra tam fancta, & tã| bem achada.E como o P. Pero di Fõ{eca era pefloa tam auto{ • rizada,& q tinha grande entra; da com todos, moveo a alguns fidalgospera ajudarem obra de

[ocr errors]
[ocr errors]

tanta piedade: afim fizeram húa confraria, & em Lisboa na Igreja de Sam Roque fe ordenou a primeyra meta,em o primeyro dia de Fevereyro do anno de 1593. na qual fahio por | Iuis Gracía de Mello da Sylva, fidalgo de muyta bondade,filho de Diogo de Mello da Sylva, & de Dona Catherina de Catro, o qual teve por collateraes feus & mordomos ao Conde Meyrinho mòr Dom Duarte de Catello Branco, pefoa tam conhecida nete Reyno, por feu illutriffimo fangue,que herdou de feus pays, Dom Afonfo de Catello Branco, & Dona Izabel de Catro,& pelos graviffimos cargos que teve nete Rey

de que Deos o dotou: do qual tambem jà falley na primeyra parte a O outro fidalgo adjunto foyD.Luis de Alécatre,Cómé. dador mór de Avis,neto do Metre D.Iorge,que foy filho delRey Dom Ioam o fegundo. 7 Cõ tam illutres principios começou a fahir a luz o Collegio Irlãdes, concorrêdo o Iuis,& os mordomos cõ fuas efmolas,& ajudãdo os mais cófrades, á chegavam a doze. Fizeram logo vir de Irlanda alguns mancebos nobres, & de boa indole,& os recolhèram ao principio em húas cafãs que lhes alugâram na Mouraria: dal

[merged small][ocr errors]

no,& pela admiravel prudencia |

[ocr errors]
[merged small][ocr errors]
[blocks in formation]

Parte fegunda. Livro quarto Cap.XXXXI. 185 •

[blocks in formation]

tam ao pè do Catello, fronte á ermida de Sam Cripim; no qual fitio tinham fua morada os Reverendos Padres Carmelitas Defcalços, aos quaes o có. prou pera nelle por ete Collegio,Antonio Fernandes Xime

nes fidalgo da cafa de fua Ma

getade, filho de Thomaz Ximenes, & de Dona Tereja Vazquez. 8 O qual Antonio Fernãdes Ximenes foy homé de grãde virtude,& de notavel zelo da Fè Catholica, & como taltomou muyto à fua conta o bem deta cafa,movido (como ele diz na efcritura que fe fez) do grande exemplo,que davam ef tes Collegiaes, & do muyto fruyto,qne faziam em Irlanda; & logo accomodou, & edificou ete Collegio da maneyra que hoje vemos,gatãdo nito muy. to de fua fazenda; & depois de lhe dàr a cafa, fe quiz tambem elle me{mo dâr a efte Seminario,fazendo junto delle outras cafas,habitando,& vivendo entre os mefmos Collegiaes, com aro exemplo de recolhimento, de modetia, de pureza de vida,

& de todas as mais virtudes

chrittans; procedendo em tudo como fe fofe hum religiofo de muytosannos de habito, retirado do mundo, & recolhido com Deos. Eftâ enterrado na capella môr da Igreja do dito Collegio,a qual capella mòr he füa,& de feus herdeyros, & elle he padroeyro da Igreja, & deyxou áquelle Collegio renda pera huma mifa quotidiana, & huma liçam da fagrada Theologia, como tudo conta do titulo que tem em a fua fepultura;& dos papeis que naquelle Collegio fe confervam. Fezfe a efcritura da compra aos Reve

[merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][ocr errors][merged small]
[ocr errors][merged small]

Collegio nas mãos do Padre Antonio Mafcarenhas, Provin

nhia em Portugal,o qual aceytou a dita entrega,em nome da

gio,pelo modo que melhor, & mais decente lhe parecer, con

legio foy intituido. 1o Eta entrega fe fez pelo luiz da meta, q entam era Gafpar de Souza,filho de Alvaro de Souza, capitam de Chaul, & de Dona Francifca de Tavora; o qual Gapar de Souza foy Governador do Brazil, & do Confelho de Etado, & foy fidalgo

trega deram primeyro os da mefa conta ao Vizorrey, que entam era Dom Pedro de Caf

|tilho,o qual em nome delRey

a aprovou, & a houve por boa, como tudo conta da e{critura que età no mefmo Collegio, feyta por Francifco Frazām ef. crivam,& nella etam afinados o luiz, & os mais irmãos, & o Padre Antonio Mafcarenhas nofo Provincial, em cujas mãos fe fez a entrega. Continuam hoje os ditos Collegiaes debayxo do goyerno dos Padres da Companhia, os quaes tem ally

cial que entam era da Compa

Companhia,pera os nofos Padres governarem o dito Colle

forme ao fimpera que ete Col

de grande piedade. Deta en

hum Reytor,hum Minitro, & |

| • hum Procurador,com hum M.

(tre de Theologia, que lhes lé |

à tarde,porque as mais ho...] de maneyra q fendo feculares

vam tomar ao Collegio de S. Antám. Os Padres técuydado de lhes negocear as efmollas, & ordinarias(que lhes da fua Magetade,nos contratos do Reyno) & os tratam com grande charidade, da mesma maneyra como fe faz aos me{mos Reli. giofos da Companhia. 11 Quando entram no Seminario fazem fua profifan em publico,nas mãos do Rey. tor do Collegio,diante do fan. ótifimo Sacramento, antes de cõmungarem:na qual profifam juram,que fua intençam he ferem ecclefaticos, & tomarem ordens facras,& voltarem a fua patria Irlanda,quando parecer a feus fuperiores (a quem pro|metem obediencia)pera ajudar lao bem das almas dos feus na|turaes,ainda que feja com rifco de perder a vida, derramando feu fangue, & a ete titulo fe

patrimonio. Quando (e vam, vetemfe como mercadores feculares,de capa,& epada, & cõ ete piedofo disfarce podem com facilidade paffar pelas terras dos hereges,ate chegarem a fua patria. • 12 Procedem todos nete Collegio com grande exemplo, & dan grande edificaçam a todo a Cidade de Lisboa com fua vida muv religiofa, & com fua notavel modetia, que goardam;

|ordenam de Sacerdotes, femi

[ocr errors]

Sua muyta virtude & exépio

que data.

parecem

[merged small][merged small][ocr errors]
[blocks in formation]

modam à vida religiofa q profefam, que logo ao primeyro dia parecem religiofos de muytos annos de habito, tam natural lhes he a virtude, & tam propria a modetia como filhos do grande Apotolo de Irlanda Sam Patricio, & como plantas muy efcolhidas, que fe criam no jardim de Portugal, pera fe

tranfplantarem em fuas mefmas

terras,aõde dam fruytos de bêçam,huns prégando, outros enfinando,outros fervindo de Parochos;& alguns houve criados nete Seminario, que foram em Irlanda Bipos de grande autoridade,& virtude, & outros que derramàram feu fangue gloriofamente pela Fè Romana, que prègavam,animando os Catholicos, & confundindo os hereges. ... + 13 Tudo ito refultà em grande honra de Deos nofo Senhor,& gloria accidental dos dous Padres Pero da Fonfeca, & Ioám Olinguo, que tambem acertada obra começaram ; co

PERTE LETCHEKII

[ocr errors]

187

mo tambem redunda todo efte bem em grande credito, & hõ

|ra defeu infigne bemfeytor, & | illutre padroeyro Antonio Fer

nãdes Ximenes,que com muyto goto feu fe applicou a efte edificio, porque motrou neta obra, que feu grande zelo da Religiam Catholica fenam limitava sò em Portugal, pois quiz ajudar a criar, & doutrinar a muytos, que ao diante a foíTem prégar às regioens do Norte; & por ifo ainda hoje etando morto em Portugal vive por fama em Irlanda, aonde feu nome he conhecido, entre os Catholicos, & temido dos hereges, aos quaes faz cruel guerra por meyo dos Collegiaes,que daqui continuamente mandamos, autorizados com o Sacerdocio, & aproveytados em letrâS.

[ocr errors][ocr errors][ocr errors]
« AnteriorContinuar »