Imagens das páginas
PDF
[merged small][merged small][ocr errors]

| a fogo todos os feus cópanhey, * | rosque afim hecègo, & def;

tidam,que algüas vezes fe achá até nas féras do mato, & aqui | faltou a hum homem criado | em Hepanha, Foytam furiofa a ira em que entrou,que fe dilio berou nam só em matario Pao dre, mas em perfeguir a ferro;&

cortez o appetite feníual, que álem de perder repeytos da gratidam,namfabe ter primor com aquelle aquê devia a vida,& lhe deo a liberdade.Ver: do pois que lhe efcapâtá das mãos o P. Manóel de Chaves;& fabendo da chegada dos dous Religiofos da Copanhia áquella aldea, ajuntou; &appelidou os barbaros, metendolhes em cabeça,que aquelles dous Reli | giofos, com capa de enfinar a | fé de Chrito,vinham a fer ef pias dosTupis,& que convinha matalos com toda a prèfia,porque os namenganafiem à volta | do Evãgelho q lhes prègavam. ... 8: Nam foram necefarias muytas prègaçoes a ete maldito homé pera embravecer gente tam fératam barbara,tam sé rezàm,& confelho. Eylos fubi

tamente amotinados, bradam,

dios.

[ocr errors][merged small][merged small][ocr errors][merged small][merged small][merged small]

rr, o li

| vozes,& alaridos, depedem hã?" d. chuveyro de frechas fobretel- ("panhia |

|cofinha o tirou, pera o receber na Corte do cèo, vetido das !

les,que como innocentes cor

[blocks in formation]

deyrose{peravam a morte, a 4 |

o Irmám foám deSouza actual-lo. mente por aquelles matos, com |

pera o caminho, que havia de |

[ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]

os ôlhos no cèo, & o coraçam em Deos,bradando pelo nome de IESVS,atravefado cõ muytas fetas, acabou,

9 Fora ete ditofo Irmâm antes de entrar na Companhia criado do Governador Thomè de Souza, & fempre tido por homem de grande virtude, à qual o ajudava muyto a natural candura;& fuavidade de cutumes,de que Deos o tinha dota

pelo P. Manoel da Nóbrega: nella viveo fempre aventajan

prefervia de cofinheyro , comb

|tanta edificaçam entre os ho-| mens,& taes merecimétos diã

te de Deos,que dos tiçoens da

purpuras,& efcarlatas dos Màr

---

|

do foy recebido na Cópanhia |

dofe a todos nas obras de chari-1 dade,humildade, & paciencia; } aonde quer que refidiffe fem-|

tyres gloriofos, fazendoo ocor-| | tefam entre os bemaventurados!

[ocr errors][ocr errors][merged small]
[ocr errors][merged small][ocr errors][merged small][ocr errors]

do Paraito. 1o Em quanto o ditofo Irmâm Ioăm de Souza de joelhos recebia a morte,o Irmám Pero Correa falava aos barbaros,que advertifem que nam mereciam a morte, pois lhe vinham a denunciar a fé de Chrifto, em quê età a verdadeyra vida; mas elles como ferpentes furdas pera ouvir femelhantes vozes; afuvãqo com bravozidade de féras,fem mais demôra defcarregàram fobre ele huma nuvem de frechas, as quaes o animolo Irmâm recebeo, poto de joelhos, largando o bordam pera mais livremente levantar as mãos ao cèo,em q poz os ôlhos, tirãdo os de feus inimigos, cha

|mando pelo nome de IEVS, &

bradando mais com o fangue, q com a boca, porque a grande multiplicaçam de sêras, que o o atravefiavam, por varias partes,lhe tirâram logo a vida,com remate tam ditofo,andando actualmête prégã]o a fé de Chrito,& por caufa tam jutificada da fua parte,quanto mais injufta,& culpavel da parte daquelle mao homem,mais barbaro, q os mefmos barbaros do Brazil, o qual por lhe tirarem a roim occafiam do peccado, por via de hum Padre da Companhia, tomou fogo cõ furor defua fen(ualidade,contra dous innocentes,que com morte tam gloriofa

pozeram fim afeus bem empre

[ocr errors]

—)o) gados trabalhos. 11 E nam he pequena gloria detes ditofos Irmãos, ferem na caufa de fua morte, fenam igoaes,ao menos d'algum modo femelhantes aogloriolo Bauptitao ao qual por defenfâm da catidade,matou hum Rey incetuofo,& a etes fe originou a morte por hú homem feníual, a quem o fancto zelo do Padre | Manoel de Chaves queria per fuadir a catidade. Cõ fétas lhes atravefâram o corpo,mas como | tinham já ocoraçam penetrado com a fêta do amor de Deos, |nam fentiram as frechas atira das pelos homês. Sanótoo Ago. | tinho defejava o coraçam afê teado deta divina feta, etes dous ditofos Irmãos vencéram por effeyto,o que S. Agotinho pedia por defejos; porque elle fe contentava sò com ter o co| raçam aísèteado,elles tiveram o coraçam todo, & o corpo todo atravefado com setas do amor divino,& com frechas de odio deshumano. Nam foram etas sétas, com a morte que lhes deram, impedimentos de feu bem; antes lhes ferviram fuas pennas de azas ligeyras,pera,como põbas innocentes, voarem mais aprefados à vida eterna, & ao def canfo da gloria. 12 Atiráram a etes ditofos Irmãos com nuvens de sètas, mas nunca o cèo lhes appareceo mais claro com rayos de ref

[ocr errors][merged small]
[ocr errors][ocr errors][ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]

b Aug in foliloq. Sagittaueras tu Do mine cor Incum.

[merged small][merged small][ocr errors][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small][merged small]

Chronica da Companhia delefa,em Portugal

nharem ao Paraifo.

dous fervos do Senhor alcançãdo deta maneyra a prerogativa dos primeyros, que deram a vida por Chrito no Brazil; &

o eftado, que na Companhia chamamos de Coadjutores têporaes(de que faley na primeyra parte o) os quaes fenam fam os mais authorizados na profif. fam, nam fam os menos ricos nos merecimentos. E com efte ditofo fim detes dous bemavêturados Irmãos, damos fim ao livro quinto,& ás coufas do anno de mil quinhentos fincoenta & quatro,& entraremos no feyto livro,& nos annos feguintes, que tambem nos daràm materia, pera coutas nam menos glorio

FIM D o Q VINTO LIVRO.

fas.

honrando etes ditofos Irmãos

LIVRO

13. Afsim acabaram etes Cpanha

[ocr errors][ocr errors][ocr errors][ocr errors][ocr errors]

"Anno da 1
F

[merged small][ocr errors]
[graphic]

C *-> \fora G 2A0N4 | |- # • \, } JAnno de ... - - --- ** - - - - - - | , , Chrio de ... ... L. V R O SEX T - - |Anno 1555: 1- a ... r + r\, ...> A r r > A " "DA CHRONICA " DA COMPANHIA DE IESV, NOS REYNOS , : - ** - - D E po R TV GA L. } CAPITVL O I........) I anno em que acerto de hir, pe| ... :| |ra levar ao cabo os fucefos perolá... A^*Portugal ||#### - • T, \ . a 2. D ......... :-] || legios,ou calas da Companhia, P adolim Nanex Barratua # os # , que folicitarore/gatedos Chri- | |notal anno (e me ofereceram. fiãos cativos. ... ... || Agora entro a referir as cou-Trata el | : , ||fas pertécêtes ao anno de 1555. Reydemã1 # Oncluhimos com || em que fe contavam 16 da Có- # # o quinto livro, & || panhia.E logo no principio def. ## #*#* com as coufas per-te anno, & na entrada dete li- • *tencentes ao anno | vro fe nos oferece tratar da ode 1554. o qual nos deo lárga | cafiam,4 teve o fereniffimoRey materia por coufa do Collegio || || D.Ioam III pera mãdar a Ethide Evora, cuja entregafe nos | opia hú Patriarcha da Compafez no dito anno,feguindo a or- nhia,com intétos de reduziradem que neta Chronica guar- quella gente fcifmatica ao gredamos,cõforme a falva, que no || mio da Igreja. Veremos nefte principio tomey, de me nama- livro como etes grãdes defejos tar a fazer annaes,pera que po{- é o piedofiffimo Rey tinha, fifa com mayor clareza dar noti- nalmête fe executâram na pef. cia,& melhor expediére ás cou- foa do PIoâm Nunez Barreto, fas,que vou contando;& por if- o qual foy o primeyro q naCó|focotumo tomar ocafiam do | panhia teve dignidade Epifco- - - - ______V v 2. ___ pal; .

[graphic]
[graphic]
[graphic]
[graphic]
[graphic]
[graphic]
[graphic]

-

[merged small][ocr errors][ocr errors][merged small][merged small]

pal,& tãbê veremos o fim 4 teve eta mifsàm tam defejada, & hum Patriarcha tam efperado. 3 Sinco annos gatou ete fervotofo minitro do Evãgelho o PIoám Nunez Barretto,fervindo nas mafmorras de Tituâm, aosChriftãos,qally etavam cativos (conforme contey na pri

larga notícia de feus pays,& de fua entrada na Cópanhia)Namr

[blocks in formation]

| taveluniam, & piedade, é mais

pareciam aquelas mafmorras cõvétos de homés reformados, 4 carceres de cativos tyrannizados; reprefentando de algúa

[blocks in formation]

perdeo ele ocafiam em todo ef. !

maneyra aquelles lugares fub

do com q os fervia nas mais vis occupaçoés,porá nenhüastinha por abatidas, qué nellas defcobriatam fanctos merecimétos, como largamétejà apõtamoso

[ocr errors]
[ocr errors]

boa forte, houve occafiam pera

- I- mudar penfamenros antigos, & meyra parte, o aõde també dey || t

tratar de fazer novos ferviços a Deos nofo Senhor á lhe fobre.

[merged small][ocr errors][merged small][merged small][merged small]

ro detes cativos 2oo. Chriftãos. & muytos deles muy nobresos quaes todos,dizia o Rey Barbaro, qdaria a quê lhos comprafe, cada hú a rezàm de cem cruzados.Vio efte bom lãço agrande charidade do P. Ioăm Nunez Barreto,& nam quérêdo perder tam boa occafiam de comprar tam barato a tãtosChriftãos jútos,defejãdo elle dar a vida,aindaó fofe por húfó;& fabédo de certo,4 emTituâm, aõde etava, nam poderia ajütar aquella côtia de dinheyro; determinoufe a deyxar naquella occafiam hun

até

[ocr errors]
[ocr errors]
[merged small][ocr errors][ocr errors][merged small][ocr errors][merged small][ocr errors]

gal.

cativos, por acudir aos outross!

[ocr errors]
[ocr errors]
« AnteriorContinuar »