Imagens das páginas
PDF
[ocr errors][ocr errors][ocr errors][ocr errors]

|gloriola, & motrando que #
|modo que podia era fua eta

fez do Collegio real das efchò

[ocr errors]
[ocr errors]

Partefiguda. Livro fixto. Cap. LIIII
favorecer,acreditar,& defender
a Companhia em feus Reynos, |

[ocr errors]

fenam que tambem tratava de |

religiam, pois lhe cutava de
feu dinheyro, como já tenho
dito." * . * #2

4 . Deteme{mo amor que
nos tinha,& do muyto concey-
to,que de nós formava,& da cõ-
fiança de nofos procedimentos
lhe nafcêo a entrega que nos

[ocr errors]

las menores da fua Vniverfida-
de de Goimbra, como temos

nou o defejo que teve de entre

gar à Companhia(com parecer
dos fereniffimos Infantes Dom
Luis, & Dom Henrique) o fa-
grado Tribunal do Sancto Of.
ficio;defejando tambementam
entregarnos fua méfma conf-

[ocr errors]

a etender, & authorizar pelos

Catella, & defendendoa em
França, como jà referimosona-

tou,movida pelo Collegio Sor

Angutifimo Princepe, ao ma-
yor extremo, que explicarfe
pôde, porque chegou a cortar
por fua propria palavra, por
nam cortar por nofo mayor

ciencia;& querendo com as inf|
tancias que difemos,°e{colher
confeflor da Companhia. Até |
em feu tetamento deyxou en-
commendado à Rainha?Dona |
Catherina fua molhêr,que dèffe|
a elRey Dõ Sebatiánfeu né-
to,metre,& confeflor da Com-|
panhia, como em effeytoofeçõ|

prio, dandolhe o Padre Luis!
Gonçalvez, como kirgamente|
vimos mete livroy-triotrando|
neta acçam, que até dépêsvds
morto nos étimavajo&#efeu
amor era mayer=&ue fuá"ida;

[ocr errors][merged small][ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]

proveyto; como fe vio, quan

jcomeçado a fundar of nofo
#Colégio de Coimbra, pornôs

|o largarmos, molo tornou a dar,

por nós lho tornarmos a pedir, ,

|fazendo particulares favores

aos outros religiofos, pera que
lles fahifem contentes, & nòs
{ficafemos fatisfeytos. O mef
imofevio no cafo. que conta-
imos da entrada na Companhiai

|defeu (obrilho Dom Theoto-
|mio de Bragança, o porque ten-|
do quncedido ao Duque Dom |

Theodofio (eu irmâmy que fe>
lhe fizetem perguntas # depo-
ficandoo em outra religiam;por
nata darietamoletia à Cóm-

[ocr errors]

|hira diante com o defgotto,

[ocr errors]

bonico. Chegou finalmenteo |
grande amor,quenos tinha ete:|

do tendo jà dado a outros reli-}}
igiofos o fitio, o em que etava |

etranhos, fazendoa entrar em |

quella grande perfeguiçam,que |
contra nota religiam felevan-|

[ocr errors]
[ocr errors][ocr errors][ocr errors][ocr errors][ocr errors][merged small]
[ocr errors][ocr errors][merged small][ocr errors]

o defgoto delRey poderia dif:

diencia) que mayor contenta-
mento lhe daria em obedecér|breves palavras, com todo o fã-
osando fundador que emen-|damento podemos chamar a
finar o Princepe feu filho.saol elRey Dom Joâm o Terceyro,
_7 E pelo muyto conceyto,

[ocr errors][ocr errors][ocr errors]

que nito fe nos dava. |

aCompanhia,ajuntava húgran-
de repeyto,& affectuofa deva-
çam,que tinha a nofo gloriofo
Patriarcha Sanóto Ignacio, mo-

que tambem prefava o autor;
daqui lhe nafcia que venerava,
como preciofa reliquia qual-
quer carta fua, que lhe vinha à

Gonçalves, o quando foy a Ro-
ma,que o avifafe muy por me-
nor, de qualquer acçam, que
vife nete Sanéto, & dos fucef-
fos de fua vida paflada, porque
tudo nele tinha por admiravel,
& digno de veneraçam. Bem fe |

curava fazerlhe a vontade, ain-
da que fofe à conta de cortar |
porfeu proprio goto,como foy

confentindo que o Padre Mef ||
tre Simâm p de quem faziatam-
ta etima,fahiffe do feiviço do |

Princepe feu filho, & deyxade
Portugal, & foffe governar a
Provincia de Aragâm, confor-

[ocr errors]
[ocr errors]

ficultar a execuçam deta obe

[ocr errors]

Chronica da Companhia de Iofu,em Portugal

& opiniàm que efte chriftianif. fimo Princepe tinha da pefloa, & prudencia do Sancto Patriarchafe communicava com elle por cartas, & lhe encarregava negoceos de muyta importancia,tocantes ao bê de feus Reynos,como foy fobre as letras, & confirmaçam do fagrado tribunal da fancta Inquifiçam,4 particularmente fe deve à boa agêcia de Sancto Ignacio, & do muy infigne Doutor Balthezar de Faria, que foy embayxador em Roma, da maneyra que cõtamos na primeyra parte." E tã. bem a S. Ignacio fe deve a paz

|

| | entre o Summo Pontifice Pau|lo Terceyro, & o me{mo Rey |vio a etima que fazia dete fanétovarâm, & o muyto que pro

Dom Ioâm o Terceyro, depois dos defgotosmovidos por caufa

| do Cardeal Dom Miguel da

|Sylva; como em feu lugar mais |largamente efcrevi.

, 8. A eta devaçam do pijffimo Rey repondia tal agrade

nofobemaventurado Padre, 4 entre todos os Princepes, &

|- • • |Reys Chriftãos,a ele tinha peme Sando Ignacio lhe ordena

lo principal bemfeytor da Có

[ocr errors]

mava a dizer, fer eta Companhia mais delRey Dom Joâm, que fua. E peta dizer tudo em

[merged small][merged small][ocr errors]

cimento, & amor da parte de

[merged small][ocr errors][ocr errors]
[ocr errors]

laudis,&c.

[ocr errors][merged small][merged small][merged small]

ainda que Terceyro em o nome,foy primeyro na liberalidade com a Companhia. 9 . Conforme tam notorias obrigaçoens, nam fatisfaria eta nofahitoria a dividas tamprecifas,confefando fó o muyto é nofia Companhia tem recebido da real magnificécia delRey Dom Ioäm, fe faltaffe nas graças que nòs lhe devemos , & no louvor que ele nos merece; que ete he o de que Deos mais fe paga,conformenos enfina o feu Propheta, o &ete o q mais péde deféus beneficiados, porque poto que o tal louvor, a repeyto da divina Magetade, fempre fique infinitamente à

quem, & por eta caufa pareça

que mais he atrevimento, que ferviço; com tudo a me{ma foberana bondade o aceyta com

tanto goto, que diz pelo feu, Propheta, o que mais etima o

| Emperador Graciano quem defcreve o mundo todo, em humabreviado mappa, o cõ

facrificio do louvor,que o holo

cauto das viétimas. Por eta re

zàm pera motrarmos o devido agradecimento a hú Rey tam benefico, deyxando por agora o particular de fuas grandes obras,pera quem efcreve de propofito fua vida, fó porey aqui,

como em cifra,a excelêcia das

virtudes, com que Deos ornou fua real pefoa, tocarey os bons fucefos,com que Deos no müdo o acreditou, & tudo brevifo fimamente, da maneyra á Aufonio dizia(dando graças ao feu ) como

detrimento da grandefa, massé

difpendio da verdade: & com |

ete pequeno ferviço lhe ficaremos rendendo as graças, que nós lhe devemos, & tributando os louvores, que elle nos merece, - ! 1o Fovete muy

cido Rey filho do # Rey Dom Manoel, & da Rainha Dona Maria,filha dos Reys

catholicos Dom Fernando, & |

[merged small][merged small][merged small][merged small][ocr errors][merged small][merged small]
[ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]

Ul Auf Paneg. ad Gratian.

[merged small][ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]
[blocks in formation]

ros,foy feta,& foy applaufo dos elementos,foy falva de artelha: rio,que os céos davam ao naci

11 E muyto mais fe con

[ocr errors]

dote tudo em fom,em relampa-| gos,em replãdores, em chuvas,

zes, & replandores, com que |

[ocr errors]

mento dete novo Princepe fo" ram rayos de luzes, & nam corifcos de temores; foram prenúcios de felicidades, & nam pronoticos de infortunios, como brevemente hirey motrando.

CAPITV Lo LV.

Da grande piedade delRey Dom Iohm III. E do tuydad, queteve deeftalelecer as tou

fas da Religiăm, afim em

em fasconquifas,

méto delRey feu

nhentos vinte & hum,entrando em idade de vinte annos. Cafou

na,filha de Dom Philippe Pri

chiduque de Auftria, irmã do Emperador CarlosQuinto. Foy dotado de muytas, & muy ef> clarecidas virtudes, porêm a 4 mais leva os ólhos, de quem leo fuas Chronicas, he a fingular

1 * --- ** . •

* ***";

- - - - dade,

[ocr errors]

Omeçou el Rey Dom Ioam ago§ vernar,por faleci

Poy. em Dezembro de mil qui

com a Rainha Dona Catheri

meyro Rey de Catella, & Ar

piedade,&infigne religiam, de K'; que Deos nofo Senhor, cõ fin-|#Q. gularmâm o dotou: & ainda q o outro gentio a dizia, que fe nam dava bem no paço a pie

[graphic]
[ocr errors]

b Claud. in 4. Cóful. Honor.Sispius imprimis, naIT) (Ul VIIlcamur in omni Munere, fola Deos a quat clementia nobis.

[blocks in formation]

a hum Princepe foberano, que

a piedade, & religiam, que eta era a que no primeyro lugar o outro fabio" encommendava ao feu Emperador Honorio, & eta he a com que mais os Reys fe parecem com Deos, & com á mais contentam aos homens.

2. Deta fingular virtude nos deyxou raros,& admiraveis exéplos ete piedofifimo Princepe, primeyramente veremos como a goardou pera cõ Deos, & logo diremos como a executava com os homens. Nam havia coufa em que motrafe ma

|yorgoto,& melhor aplicaçam,

que nas da devaçam, & culto divino, que procurou por em melhor ordem, nam fó em fua capella real, mas tambem em todos feus etados. Se os templos falafemfe os moteyros,os convétos,asfês cathedraes (que por authoridade # de novo pelo mundo levantou, ornou,& enriqueceo)pudéram falar, feriam nelles as lingoas diverfãs, mas ás vozes feriam as mefmas,dizendo, que tudo o q em fy té de lutre, de ornamé. to,& rendas, tudo lhe deo efte nam menos magnifico,que Piedofo Rey.

3 Corramos as partes de

[ocr errors][merged small][merged small]

feu Reyno, & conquitas delle:

em Portugal acharemos, q ele foyo que nomeou os primeyros Bipos nas cidades de Portalegre,de Leyria,& de Miranda. A Igreja Eborente, que dantes fó era Epifcopal,fez Metropolita

cebipo della o Cardeal Infante Dom Henrique feu iri, àm,4 em tudo foy o primeyro: a Africadeo o Bipo de Caboverde: em Afia o de Cochim, & o de Malaca: no mundo novo o da cidade daBahia,cabeça daquel. la grande Provincia do Brazil, & nam fe cõtentando com dar

los, tambem os procurava aos etranhos, mandando a Ethiopia fobre o Egypto o primeyro Patriarcha da Igreja Latina Dõ Ioám Bermudes, & depois o P. Ioâm Nunez Barreto,primeyro Bifpo, & Patriarcha da nofía Companhia, com dous Blfpos feus coadjutores, & futuros fu

veis depefas de fua real fazenda, como largamente apontamos,o defejando converter aquelle Imperio ao verdadeyro pator da Igreja de Deos, nam reparando no gato, que nito

fazia,porque mayor era o goíto que daqui tirava. * *

4 Por todas as terras ultramarinas de fuas conquitas mã

[ocr errors]
[ocr errors]
[ocr errors]

que fez de

[ocr errors][ocr errors][merged small]

dou edificar Igrejas, provendoas

de bons patores,de ornamêtos,

prata,

[ocr errors]
[ocr errors]
« AnteriorContinuar »