Historia da Universidade de Coimbra nas Suas Relacoes

Capa
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Páginas seleccionadas

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página 206 - João, por graça de Deus, Rey de Portugal e dos Algarves, d'aquem e d'alem Mar, em África Senhor de Guiné, e da Conquista, Navegação, e Commercio da Ethiopia, Arábia, Pérsia e da índia, etc.
Página 196 - Carta começada em meu nome por mim assignada, e passada pela chancellaria posto que por ella não passe e que seu...
Página 117 - Maranhão, a fim de examinar regiões desertas, e desconhecidas até agora a todos os naturalistas; e porque em tão críticas circunstâncias, e no estado atual das coisas, se faz suspeita a viagem de um tal estrangeiro, que debaixo de especiosos pretextos, talvez procure em...
Página 569 - ... inculcou muito o estudo do Direito Natural e das Gentes e do Direito Público Universal e lhes erigiu cadeiras na Universidade; mas...
Página 503 - Europa ; e pela outra parte, que debaixo d'esta idéa se demarque o logar ; se faça a planta d'elle com toda a especificação das suas partes ; e se calcule por um justo orçamento o que ha de custar o tal jardim de estudo de rapazes, e não de ostentação de principes, ou de particulares, d'aquelles extravagantes e opulentos, que estão arruinando grandes casas na cultura de bredos, beldroegas, e poejos da India, da China e da Arabia.
Página 116 - Colónia do primeiro de abril do presente ano se publicou que um tal barão de Humboldt, natural de Berlim, havia viajado pelo interior da América, tendo mandado algumas observações geográficas dos países, por onde tem decorrido, as...
Página 116 - Humboldl, natural de Berlim, havia viajado pelo interior da America, tendo mandado algumas observações geographicas dos paizes, por onde tem decorrido, as quaes serviram para corrigir alguns defeitos dos mappas e cartas geographicas e topographicas, tendo feito uma collecçao de i:5oo plantas novas, determinando-se a dirigir sua...
Página 248 - Portugal, expoz em de:eseis cartas o RP Frey * * • Barbadinho, da congregação de Itália ; e também frívola a Resposta do mesmo reverendo ás solidas Reflexões do P. Fr. Arsenio da Piedade, religioso capucho. Auctor...
Página 341 - ... descobriram os defeitos, e os prejuizos do uso de um methodo, que, depois de serem por elle conduzidos os estudantes pelo longo espaço de oito, nove, e mais annos, se achavam no fim delles tão illaqueados nas miudezas da grammatica, como destituidos das verdadeiras noções das linguas latina, e grega para nellas fallarem, e escreverem sem um tão extraordinario desperdicio de tempo, com a mesma facilidade, e pureza, que se tem feito familiares a todas a outras nações da Europa, que aboliram...
Página 274 - Chancellaria, posto que por ella não ha de passar, e que o seu effeito haja de durar mais de hum anno, sem embargo da Ordenação em contrario.

Informação bibliográfica