Obras litterarias: Versos: 1. Camões. 2. Dona Branca. #. Lyrica. 4. Fábulas--Folhas cahidas. 5. Flores sem fructo. 6-8. Romanceiro. 9. O Retrato de Venus, Volumes 1-9

Capa
 

Páginas seleccionadas

Passagens conhecidas

Página 125 - Dai-me huma furia grande e sonorosa, E não de agreste avena, ou frauta ruda: Mas de tuba canora e bellicosa, Que o peito accende, ea cor ao gesto muda: Dai-me igual canto aos feitos da famosa Gente vossa, a que Marte tanto ajuda; Que se espalhe, e se cante no universo. Se tão sublime preço cabe em verso.
Página 180 - Não pode mais o coração coa vida; E lenta a morte co enfezado sangue Caminho vem do peito. O espaço mede Que lhe resta na arena da existencia; Perto a barreira viu...
Página 269 - Portuguezes, apparece com^effeito uma lage comparativamente nova, sem lettra nem devisa, cobrindo um vão argamaçado e ladrilhado, com dous ou tres degraus que a elle descem ; vão não mesquinho para uma sepultura singular, mas insuficiente para um carneiro ou jazigo de familia, como outros que ha na mesma egreja. Dentro d'este vão uma ossada com alguma terra pouca. Para mim, para todos os que, á mingua de...
Página 258 - NOTA l convicção intima de que, assim como eu não sabia da sua obra nem a vira antes de publicar a minha, o mesmo estou certo que lhe acontecesse.
Página 71 - Leve increspava a superfície apenas; Uma voz me chamou, — voz que em meu peito Ouve inda o coração — voz doce e meiga, Que nunca mais ... oh ! nunca mais na terra Escutarei dos vivos . . . volvo o rosto : De baixa gelosia me acenava Com um candido veo, mais nivea e candida, Formosa e breve mão.
Página 175 - O número está cheio De meus dias, contados por desgraças, Marcados, um por um, na pedra negra De fado negro e mau. Posso eu acaso Nos corações contar dos homens todos Uma so pulsação que por mim seja?
Página 209 - Quem se occupará d'isso? A academia, que ficou no azurrar em o primeiro e ponderoso volume do seu vocabulario...
Página 62 - Da maravilha como por incanto, Sem receio ou terror a contemplava. Quasi por tal prodigio infeitiçado; Quando estes sons, entre aspero e suave, Mas solemnes ouvi : 'Joven ousado, 'Grande imprésa te coube, — acerba glória, 'De que não gozarás! Desgraças cruas 'Fadam teus dias... Mas a fama ao cabo. 'A- patria, que foi minha, que amei sempre, ' Que amo inda agora, gran
Página 95 - Corriam da grinalda; o acre do pranto Mais lhe queimava a tez: não torna ao viço Flor que poisou na loisa do sepulcro. IX Nascia o Sol: a névoa que rebuça De húmido manto os cumes das montanhas No alvorecer do dia, em véu ligeiro Rara se adelgaçava; resplendiam No sossegado mar os doces raios Da recém-nada luz.
Página 98 - Cintra, amena estancia, Throno da vecejante primavera, Quem te não ama? Quem, se em teu regaço Uma hora da vida lhe ha corrido, Essa hora esquecerá?

Informação bibliográfica