Garrett. Memorias biographicas, por Francisco Gomes de Amorim ...

Capa
Imprensa nacional, 1884
0 Críticas
As críticas não são validadas, mas a Google verifica a existência de conteúdo falso e remove-o quando é identificado
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Páginas seleccionadas

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página 411 - Acabava ali a terra nos derradeiros rochedos; a deserta, árida serra, por entre os negros penedos, só deixa viver mesquinho triste pinheiro maninho. E os ventos despregados sopravam rijos na rama, e os céus turvos, anuveados, o mar que incessante brama.
Página 274 - O presidente do conselho de ministros, ministro e secretario d'estado dos negocios do reino, assim o tenha entendido e faça executar. Paço das Necessidades, em 9 de dezembro de 1850. = RAINRA. = Conde de Thomar.a (Diario do governo, n.
Página 411 - Como éramos tudo nós E de nada mais soubemos! Como nos folgava a vida De tudo o mais esquecida! Que longos beijos sem fim, Que falar dos olhos mudo ! Como ela vivia em mim, Como eu tinha nela tudo, Minha alma em sua razão, Meu sangue em seu coração! Os anjos...
Página 77 - ... puros e brilhantes como esmeraldas do mais subido quilate. São os mais raros e os mais fascinantes olhos que ha. Eu, que professo a religião dos olhos pretos, que n'ella nasci e n'ella espero morrer. . . que alguma rara vez que me deixei inclinar para a...
Página 124 - Dieta, regularidade e moderação prolongam a juventude do corpo ; mas quando a alma chegou a enrugar-se, não há higiene que a desfranza. A minha está velha; ea todos os achaques da velhice, junta essa fatal e matadora saudade do passado. Quanto dera eu por ver e sentir como via e sentia quando pensava pouco e sentia muito ! Quem me dera ser o louco, o doido, o poeta que eu tinha vergonha de ser!
Página 410 - Com frenéticos abraços Me tens apertado, estreito!... Isto que me cai no peito Que foi?... Lágrima? — Escaldou-me.. Queima, abrasa, ulcera... Dou-me, Dou-me a ti, anjo maldito, Que este ardor que me devora É já fogo de precito, Fogo eterno, que em má hora Trouxeste de lá... De donde? Em que mistérios se esconde Teu fatal, estranho ser! Anjo és tu ou és mulher?
Página 246 - ... então fez. Não os julgo, e repito que não quero encetar aqui discussão alguma politica, e nem siquer historiar, quanto mais avaliar o proceder de ninguem n'estas nossas ultimas e deploraveis luctas, em que o nome portuguez, a propria existencia da nação teem sido jogados.
Página 76 - Ora o que não ama, que não ama apaixonadamente, seu filho se o tem, sua mãe se a conserva, ou a mulher que prefere a todas, esse homem é o tal, e Deus me livre d'elle.
Página 77 - E posto que hoje, faz hoje um mez, em tal dia como hoje, dia para sempre assignalado na minha vida, me apparecesse uma visão, uma visão celeste que me surprehendeu a alma por um modo novo e...
Página 80 - O amor não está definido, nem o póde ser nunca. O amor verdadeiro; que as outras coisas não são isso. Eu vivi poucos mezes em Inglaterra ; mas foram os primeiros que posso dizer que vivi. Levou-me o acaso, o destino — a minha estrella...

Informação bibliográfica