Anno biographico brazileiro, Volume 1

Capa
Typ. e Lith. do Imperial Instituto Artistico, 1876 - 622 páginas
Apresenta biografias resumidas de personalidades brasileiras, informa datas de nascimento e morte e eventual participação do biografado em algum importante acontecimento da história do Brasil.
 

Outras edições - Ver tudo

Passagens conhecidas

Página 213 - Como é para bem de todos, e felicidade geral da Nação, estou prompto : diga ao povo, que fico.
Página 326 - Eusebio tem tal merito, que convinha mais á Companhia sustental-o com filhos e tudo, que privar-se de tão importante soldado . " Era Eusebio como os outros seus irmãos grande musico, e tocava bem harpa e viola.
Página 235 - ... o vestiu. ° E com effeito pouco viveu ; porém, na expressão do doutor LF da Veiga — a vida de Dutra e Mello « que aos 23 annos morreu virgem (dizem-no todos), anjo, sabio e genio, foi um breve, mas preciozo curso de moral publica e privada. ° Era socio correspondente...
Página 295 - Descendente em linha recta das academias italianas, hespanholas e portuguezas, foi a Academia Brazilica dos Esquecidos a legitima representante do espirito futil e da incontinencia tropologica que tanto prejudicaram á suas avoengas. Os homens, porém, que consagraram seus lazeres ao cultivo da intelligencia, posto que mal encaminhada, n'uma epocha em que tão poucas aspirações eram deixadas ás letras, devem ser considerados benemeritos da patria, e sua saudosa memoria religiosamente guardada...
Página 534 - Regras que ensinam a maneira de escrever a ortografia da lingua portuguesa, com um dialogo que adiante se segue em defensão da mesma lingua.
Página 107 - Póde-se dizer que o marquez de Sapucahy não era do partido conservador ; mas simplesmente da escola conservadora, tanto se mostrava sincero e verdadeiramente tolerante, brando, condescendente, e obsequioso para com os seus adversarios politicos.
Página 45 - Brasil — 395 — estas memoraveis palavras : Dou por bem empregado todos os sacrificios e perdas enormes que tive de 1822 a 1830, se uma voz se levantar na minha sepultura e pronunciar estas palavras : INDEPENDENCIA OU MORTE, « porque nestas palavras se encerram os dias maiores e os mais felizes...
Página 453 - Portanto, já e já tomai a espada, e ide dar a vida com a mesma honra, que vossos irmãos, por Deus, pelo rei e pela pátria".
Página 146 - Teve a carta de conselho, e empregos importantes. Nomeou-o o governo para um dos reformadores da universidade de Coimbra, quando meditou esta grande e atilada providencia. Passou depois para procurador da coroa e soberania nacional ,e egualmente para ministro da junta do exame do estado e melhoramento temporal das ordens regulares, e chronista-mór da Torre do Tombo.
Página 431 - Lisboa, 1815. tMemória sobre a nova mina de ouro da outra banda do Tejo chamada Príncipe Regente»; lida em 1815; Memórias da Academia Rial das Sciências, 1.5.0 (Memória mineralógica sobre o distrito metalífero entre os rios Alve e Zézere», lida em 1816 ; Idem, 1816.

Informação bibliográfica