Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" Nestas e outras palavras que diziam De amor e de piedosa humanidade, Os velhos e os meninos os seguiam, Em quem menos esforço põe a idade. "
Os Lusiadas - Página 193
por Luís de Camões - 1859 - 415 páginas
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras do grande Luis de Camões ..., Volume 1

Luís de Camões - 1815 - 388 páginas
...enterramento-, Onde se;as de peixes mantimento? xc i. Qual em cabello : O' doce e amado esposo, Sem quem naõ quiz amor que viver possa; Porque is aventurar ao mar iroso Essa vida, que he minha, e naõ he vossa? Como por liuin caminho duvidoso Vos esquece a affeiçaõ taõ doce nossa ? Nosso amor,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas: poema epico

Luís de Camões - 1819 - 548 páginas
...filho charo? A fazer o funero enterramento, Onde sejas de peixes mantimento? xci. Qual em cabello : O' doce e amado esposo , Sem quem não quiz amor que...aventurar ao mar iroso Essa vida, que he minha, e na"b he vossa? Como por hum caminho duvidoso Vos esquece a affeiça"b tão doce nossa? Nosso amor,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Historical View of the Literature of the South of Europe, Volume 4

Jean-Charles-Léonard Simonde Sismondi - 1823 - 594 páginas
...mountains and the beach deplore. Qual em cabello : o doce e amado esposo, Sem quern nao quiz amor que vivcr possa ; Porque is aventurar ao mar iroso Essa vida, que he minha, e nao he vossa ? Coroo, por hum caminho duvidoso, Vos esquece a affeicao tao doce nossa ? Nosso amor,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas: poema epico de Luis de Camões

Luís de Camões - 1823 - 394 páginas
...f;lho charo, A fazer o funereo enterramento, Onde sejas de peixes mantimento ? Qual em cahello : t) doce e amado esposo. Sem quem não quiz amor que viver possa; Porque ia aventurar ao mar iroso Essa vida , que he minha , e não he vossa ? Como por hnm caminho duvidoso...
Visualização integral - Acerca deste livro

Parnaso Lusitano: ou, Poesias selectas dos auctores portuguezes ..., Volume 1

1826 - 436 páginas
...ó filho caro, A fazer o funereo enterramento Onde sejas de peixes mantimento ? Qual em cahello : ó doce e amado esposo , Sem quem não quiz amor que...possa* Porque is aventurar ao mar iroso Essa vida que é minha e não é vossa ? Como por um caminho duvidoso Vos esquece a affeição tam doce nossa ? Nosso...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras completas de Luis de Camões, correctas e emendadas pelo cuidado e ...

Luís de Camões - 1843 - 454 páginas
...filho charo, A fazer o funereo enterramento Onde sejas de peixes mantimento? xci. r Qual em cabello: O doce e amado esposo, Sem quem não quiz amor que viver...amor, nosso vão contentamento Quereis que com as velíis leve o vento? XCII. Nestas e outras palavras que dizião De amor, e de piedosa humanidade,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras completas de Luis de Camões, correctas e emendadas pelo cuidado e ...

Luís de Camões - 1843 - 454 páginas
...enterramento Onde sejas de peixes mantimento? xci. Qual em cabello: O doce e amado esposo, Sem quem não (juiz amor que viver possa, Porque is aventurar ao mar iroso Essa vida, que he minha, e mão he vossa? Como por hum caminho duvidoso Vos esquece a affeição tão doce nossa? Nosso amor,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas poema epico de Luis de Camões: restituido a' sua primitiva ...

Luís de Camões - 1846 - 636 páginas
...A fazer o funéreo enterramento, Onde sejas de peixes mantimento? » xci. c Qual em cabello : «O' doce e amado esposo , Sem quem não quiz amor que...possa; Porque is aventurar ao mar iroso Essa vida , que é minha , e não é vossa ? Como per um caminho duvidoso Vos esquece a affeição tam doce nossa?...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras, precedidas de um ensaio biographico, augmentadas com ..., Volume 6

Luis Vaz de Camoens - 1870 - 642 páginas
...filho charo, A fazer o funéreo enlerramcnto Onde sejas de peixes mantimento? xcr Qual em cahello: Ó doce e amado esposo, Sem quem não quiz amor que viver possa; Porque is avenlurar ao mar iroso Essa vida, que he minha, c não he vossa? Como por hum caminho duvidoso Vos...
Visualização integral - Acerca deste livro

Selecta camoniana, ou Excerptos dos Lusiadas

Luís de Camões - 1863 - 346 páginas
...filho charo, A fa:'.er o funereo enterramento, Onde sejas de peixes mantimento? xá Qual em cabello: Ó doce e amado esposo, Sem quem não quiz amor, que...possa; Porque is aventurar ao mar iroso Essa vida, que lie minha, e não he vossa? Como por hum caminho duvidoso Vos esquece a affeição tão doce nossa?...
Visualização integral - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF