Imagens das páginas
PDF
ePub

ܪ

pho, fraqueza o imperio, e illusão o pensamento que ennevoava a mente do copista de um Cesar conhecido atravez de amplificações rhetoricas.

A' medida que os fumos subiam no ar, Goa saía da nuvem, cantando pela bocca de um milheiro de sinos, largando ao sol as espessas tranças de arvoredos frondosos, revendo-se na brancura de perola das suas egrejas e palacios, e apertando o cinto de cavas e muros, lançado aos seus rins de ondina que emergia núa de um banho de nevoa para se reclinar no leito azul do céo e das aguas. Em volta, a distancia, as terras inimigas do Hidalcão, povoadas de bandidos escuros, alastravamse em vagas de uma campina verde.

Do oriente, corôa a eminencia a ermida de Nossa Senhora do Monte, vedeta sagrada sobre as terras gentias ; de occidente limita a cidade a collina sagrada a Santo Antonio, na capella que Pedro de Faria, capitão de Malaca, fez junto ao seu palacio em 1524, o onde tambem se levanta a fabrica do Rosario, começada em 1543 e ainda em obras. Entre estes dous pontos extremos estende-se a cidade, de leste a oeste, na superficie approximada de tres milhas quadradas, com o seu dedalo de ruas escuras, onde habita a plebe dos indigenas; com a sua rua Direita que, a partir do palacio dos vice-reis, cortando de norte a sul, vae acabar pela terra dentro contra a egreja de Nossa Senhora, em cuja fachada brilha dourada a estatua do Conquistador.

No coração da cidade, junto á Misericordia construida em 1515, fica o convento da Serra, simultaneamente levantado por Albuquerque : ahi, descançando no tumulo, o nosso Alexandre assiste ao crescer grandioso da sua metropole. Mais acima está S. Paulo, ainda por acabar: Collegio e Seminario, onde Francisco Xavier, esse santo maior ainda que o heroe, arde no incendio de uma fé e de uma caridade a cuja chamma a India inteira, pulsando de amor, virá consumir-se. A cruz e a espada, os dous symbolos do imperio portuguez no Oriente, encarnaram em dous homens, um dos quaes jaz no seu esquife da Serra, e outro missiona no seu pulpito em S. Paulo. Morresse um, e viva o outro ainda, que importa ? Ambos existem, existirão eternamente, no coração agradecido dos indios.

Por toda a parte se levantam egrejas, ou se projectam conventos: a ars portugueza da India é um sanctuario. S. Francisco, ao lado da Sé, que fica ao lado do Senado e do Paço, no litoral da cidade, á beira do rio, fundado pelo Conquistador logo em 1510, reconstroe-se com uma fabrica amplificada. A Sé, cujo orago era Santa Catharina, do dia em que fôra tomada Goa; a Sé, principiada tambem logo em 1510, e onde em 1512 Albuquerque foi dar graças pela conquista de Malaca, estava agora recamada de lhamas o velludos, inundada de luzes, cheia de incenso e de inusicas, esperando que chegasse o triumphador para entoar o Te Deum de gloria ao Omnipotente e ao vice-rei. Mas nem o Popolo, nos confins occidentaes de Goa, nem S. João de Deus e as Monicas, logo ao pé, nem as Carmelitas do lado opposto, por baixo de S. Paulo, nem S. Domingos junto ao rio, para nascente, nem S. Thomé, nem à Trindade, nem a Se-, nhora da Luz, nos limites do sul da cidade: nem estas, nem as mais, innumeras egrejas e conventos levantados na segunda metade do seculo xvi o no decurso do seculo xvii, que faziam o espanto sin

1

gular dos viajantes forasteiros, dando á capital da India o aspecto de um sanctuario do Ladak, crivavam ainda a paisagem com as suas torres, dominando os caes, as ribeiras e estaleiros alastrados sobre o rio, e ligadas, essas torres da côrte do céo, á côrte profana da marinha e do commercio, pelos muros e pelos fortes da capital da India.

Já agora, porém, a cidade galga para fóra dos muros que lhe pôz o conquistador, e que apenas The abrangem o coração. A nascente, tem uma unica porta, sobre as terras: a porta da Serra, ou «da despedida) por onde os justiçados vão á forca. Sobre o rio ha tres: a leste a da alfandega, ou mandovy, na extremidade do terreiro do Paço; a oeste a da Ribeira, por onde em 1510 entrou vencedor Affonso d'Albuquerque; e no centro a da Fortaleza, que D. Constantino de Bragança adornou com

1 «Goa é principalmente a cidade das egrejas», dizia mais tarde Buchanam. Della Valle descreve-a assim (27 de abril, 1623):

avil. É da sapere, che la Città di Goa, capo hoggi di tutto lo stato de' Portoghesi in India, é situata in questo luogo in vna di quelle Isole, che molte è molte ho detto. farsi per tutta la costa d'India da diuersi fiumi, che dalla terra ferma le diuidono. La cittá fabricata nella porta piu interiore dell'Isola, verso terra ferma; però tutto l'Isola. ancora é frequêtemête habitata con Ville e luoghi da ricreatione, particolarmente sopra'l Rio, ó fiume, d'onde s'entra, che di qua, e di lá é tutto adorno di fabriche, e case dentro ai Palmeti, e giardini diletteuoli. E anco tutti l'Isola circõdata la maggior parte di mura con porta a i luoghi di passo, guardate di continuo per sicurezza dagli insulti de' vicini, & anco per ouuiare alle fughe degli schiavi, & a furti; già che passato quel solo fiume nella parte piu interiore s'entra subito in terra d'Adil-Sciah, e di Mori; ma non cosi nella parte piu verso la marina, che auche fuor dell" Isola di Goa, tutte quelle Riuiere, che son pur altre Isolette, e Penisole, per buono spatio son de Portoghesi habitate com ville e diverse Chiese assai frequenti.

«La cittá poi, che si troua a man destra del Rio, entrando nell'intimo recesso, é cittá assai ben grande, fabricata parte in piano, e parte in certe vaghe colline dalle cui cime si scuopre di lontano tutta l'Isola, e 'l mare e la terra ferma intorno, com vista assai diletteuole. Le fabriche della cita son buone, grandi, e commode, accomodate per lo piu, a pigliar vento, e molto fresco; di che per i gran caldi c'e bisogno; & anco a riparar la gran piogge, delli trè mesi di Pansecal, che sono Giugno, Luglio, e Agosto, i quali non per lo caldo (che la ancora in quel tempo é grande, benche sia maggiore å tre di Maggio, quando il Sole stá nel Zenith) ma per la grã piogge, i Portoghesi li chiamano l'inverno della terra.

« Non hanno però le fabriche molto ornamento, né esquisitezza alcuna d'arte, ma son piu tosto semplici e quasi tutte senza conci. Le migliori son le Chiese, delle quali ce n'e molte tenute da diuerse Religione, come Agostiniani, Domenicani, Francescani, Carmelitani Scalzi e Gesuiti, con doppi, e numerosissimi Conuenti, che certo la metà di quei Religiosi a cittá piu grossa che Goa, basterebbe; & oltre queste ce ne sono anco molte di Preti secolari, e Parochie, e Cappellanie, e finalmente la Sede, o Cathedrale, la quale però non é la piu bella, no la piu gran Chiesa della Citá, essendocene moltre altre assai migliori.

«La sede di Goa, al tempo ch'io la vidi non era fornita, anzi n'era fabricato appena poco piu della metá, onde però me parue picciola e poco bella; ma veduto poi meglio il disegno intero della fabrica, che ho visto poi tirar-se innāzi, dico que quando sará fornita sará assai buona Chiesa.

« Il popolo poi é numeroso, ma la maggior parte sono schiavi, gente negra, e meschina, e nuda per lo piu, o malissimo in ordine, che a me pare piu tosto sporchezza, che ornamento della citá. I Portoghesi non son molte, i quali gia soleuano esser richi assai, ma hoggi per le molte perdite patite dopo l'incursione in quei mari d'Hollandesi, e d'Inglesi, non hảno gran ricchezze, anzi molto son poueri. Si trattano cottuto ciò nell'esteriore assai honoreuolmente, il che facilmente lor riesce, e per l'abbondanza della terra, e perche quanto hãno tutto fuori mostrano: pero in secreto molti patiscono gran necessitá, e tali ce n'e che per non inchinarsi a fare altri essercitii che estimano indecēti della lor grauità, volệdo-se tener tutti, come Nobili in quella terra, fanno però miserrima vita, passandola com grande stento, e sostentandosi di domandar' ogni giorno al terzo, é al quarto; cosa que in altri paesi s' haurebbe per infelice, e

um arco, e por onde agora entra D. João de Castro em triumpho.

Os bairros do sul da cidade, cujo centro era o

piu indecente per non dir vergogna, di far qualsiuogha honorato essercitio d'arte mechanica.

«Fåno anco tutti profession d'armi, e soldati, bộche siano ammogliati, e rari si veggono di loro, se non son Preti, o Dottori li legge, ó medicina, che vadan senza spada ; infin gli artisti, e la piu bassa plebe, come anco il vestir di seta, e leggiadramente, a quasi tutti é commune. Il che noto perche in fatti vedere vn Mercante armato, vn mechanico per essempio, in habito de far l'amore, é cosa certo strauagan. te; ma fra loro é molto ordinario, bastando lor, como si dice, d'esser solo Portoghesi, per hauersi a tener quanto il Ré, i piú.

K... Fatto gia giorno chiaro arriuammo alla citá, & approdammo, e demono fondo sotto á la Dogana dòne tutti i Vascelli ordinariamente se fermano; cioé i non molto grandi; perche le Naui, e Galeoni di Portogallo, que son grossissimi, o si fermano nella barra alla boca del Rio, ouero in altrò luogo per lo fiume doue habbino piu fondo».

V. Viaggi di Pietro della Valle, il pellegrino, Veneza, 1643 ; 1, 174.8.

Anterior é a viagem de Linshoten (Navigatio ac itinerarium Johannis Hugonis Linscotani, Hagae, 1589), que saíu de Lisboa em 8 de abril de 1583 ; bem como a de Francisco Pyrard de Laval, trad. em portuguez por Rivara (Goa, 1862) e de Ludovico de Varthema (ed. Sheffer, Paris 1886).

A estes subsidios para a reconstrucção da Goa antiga, ha que juntar as noticias relativas á sua vida social e militar, que principalmente nos forneceu Couto, nos seus Dialogos do Soldado Pratico ; Rodrigues da Silveira nas Memorias que publicou o snr. Costa Lobo (Lisboa, 1877) e o Prémor e Honra da vida soldadesca no Estado da India, dado á luz pelo P. M. fr. Antonio Freyre (Lisboa, 1630), bem como o abundante peculio de observações e factos reunidos na India portugueza do snr. Lopes Mendes (Lisboa, 1886; 2

« AnteriorContinuar »