Estudos sobre Sá de Miranda ..., Volume 1

Capa
Imprensa da Universidade, 1895 - 142 páginas
0 Críticas
As críticas não são validadas, mas a Google verifica a existência de conteúdo falso e remove-o quando é identificado
 

Opinião das pessoas - Escrever uma crítica

Não foram encontradas quaisquer críticas nos locais habituais.

Passagens conhecidas

Página 34 - E em testemunho desto lhe mandamos dar esta nossa carta. Dada em a nosa Cidade dEuora aos quatro dias do mez de dezembro.
Página 42 - Alteza a todos pareceo que o milhar era hir cometer a fortaleza porque o andar pola costa era gastar o tempo e monção em cousa muito incerta. Eu me fiz logo prestes o milhor que pude que foi o pior que...
Página 41 - ... mandei fazer tronco em cada vila e pelourinho por lhes mostrar que tem tudo o que os cristãos tem e para o meirinho meter os moços no tronco quando fogem da escola e para outros casos leves com autoridade (de) quem os ensina e riside na vila (eles) são muito contentes e recebem milhor o castigo que nos.
Página 34 - Dom Joham, etc. A quantos esta nossa carta virem, fazemos saber que...
Página 55 - E esta liapostilla ey por bem que valha e tenha força e vyguor como se fose carta feita em meu nome per mim hasynada...
Página 35 - Brasil, e de governador geral da dita capitania e das outras capitanias e terras da dita costa, é necessário uma pessoa tal e de tanto recado e confiança que nisso me possa e saiba bem servir, e pela muita confiança que tenho em...
Página 43 - ... muito e dos mais valentes da Costa em pouco tempo se pode fazer muito forte. Por outra via escrevi a VA do estado da terra e do que foi no...
Página 41 - ... lembrar que povoa esta terra de degradados malfeitores que os mais deles mereciam a morte e que não tem outro oficio se não ordir males, se o governador não tever poderes largos na justica para castigar, e perdoar...
Página 37 - Costa jurará na chancelaria que bem e verdadeiramente sirva, guardando em tudo: a mim, meu serviço e às partes seu direito, o qual D. Duarte me fará menagem antes que deste Reino parta, na forma e maneira em que os capitães e alcaides-mores das fortalezas me fazem quando os provejo dos ditos cargos...
Página 12 - Não deixa pois de causar extranheza que se tivesse apontado com tanta minudencia o nascimento de uma creança que, além de illegitima, ainda se não sabia o que viria a ser no futuro e como illustraria o seu nome, e que se deixasse no olvido o fallecimento de um homem, que se tinha elevado pelo seu grande talento, creando uma reputação indiscutivel.

Informação bibliográfica