Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" Ó glória de mandar, ó vã cobiça Desta vaidade a quem chamamos Fama! Ó fraudulento gosto, que se atiça C'uma aura popular, que honra se chama! Que castigo tamanho e que justiça Fazes no peito vão que muito te ama! Que mortes, que perigos, que... "
Camões, Os Lusiadas e a renascença em Portugal - Página 75
por Joaquim Pedro Oliveira Martins - 1891 - 324 páginas
Visualização integral - Acerca deste livro

Obra completa: Estudos camonianos ; Recensões

Francisco Rebelo Gonçalves - 2002
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

El juego sagrado: lo sagrado y el origen de la literatura moderna de ficción

Cesáreo Bandera - 1997 - 252 páginas
...atic.a Cuá aura popular, que honra se chama! Que castigo tamanho e que justiga Fazes no peito váo que muito te ama! Que mortes, que perigos, que tormentas, Que crueldades neles exprimentas! A que novos desastres determinas De levar estes Reinos e esta gente? Que perigos,...
Pré-visualização limitada - Acerca deste livro

Lusitania sacra

1999
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

Zé Ferino

Rodrigo Penteado - 1999 - 172 páginas
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Pré-visualização indisponível - Acerca deste livro

Exposição Câmaras & Poderes--500 Anos de Brasilidade

2000 - 28 páginas
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

The Three Voyages of Vasco Da Gama and His Viceroyalty

Gaspar Corrêa - 1999 - 566 páginas
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Pré-visualização indisponível - Acerca deste livro

Dom Sertão, Dona Seca

Otávio Sitônio Pinto - 2002 - 411 páginas
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

Manifest Perdition: Shipwreck Narrative and the Disruption of Empire

Josiah Blackmore - 2002 - 186 páginas
...(Builders 19). 35. "Ó glória de mandar, ó vã cobiça / Desta vaidade, a quem chamamos Fama! /..../ Que castigo tamanho e que justiça / Fazes no peito...mortes, que perigos, que tormentas / Que crueldades neles esprimentas! / .. . / Fonte de desemparos e adultérios, / Sagaz consumidora conhecida / De fazendas,...
Pré-visualização limitada - Acerca deste livro

Vents du large: hommage à Georges Boisvert

Jacqueline Penjon, Anne-Marie Quint - 2002 - 421 páginas
...mandar, ô va cobiça Desta vaidade, a quem chamamos Fama! Ô fraudulento gosto, que se atiça Com a aura popular, que honra se chama! Que castigo tamanho e que justiça Fazes no peito vâo que muito te ama! Que mortes, que perigos, que tormentas, Que crueldades neles experimentas! (IV,...
Pré-visualização limitada - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF