Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" A troco dos descansos, que esperava, Das capellas de louro, que me honrassem, Trabalhos nunca usados me inventaram, Com que em tão duro estado me deitaram. "
Os Lusiadas - Página 50
por Luís de Camões - 1881 - 140 páginas
Visualização integral - Acerca deste livro

the lusiads of camoens

j.j. aubertin - 1878
...andava, Tal premio de meus versos me tornassem : A troco dos descansos, que esperava, : Das capellas de louro, que me honrassem, Trabalhos nunca usados me...inventaram, Com que em tão duro estado me deitaram. LXXXII. Vêde, Nymphas, que engenhos de senhores O vosso Tejo cria valerosos, Que assi sabem prezar com taes...
Visualização integral - Acerca deste livro

Museu camoneano

1880 - 134 páginas
...já adquirida, De novo mais que nunca, derribado; A troco dos descanços que esperava, De capellas de louro, que me honrassem, Trabalhos nunca usados me...inventaram, Com que em tão duro estado me deitaram. Desterrado de Goa para a China, seu poema, e seus trabalhos poeticos se teriam perdido em um naufragio,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Luiz de Camões, Volume 1

José Maria Latino Coelho - 1880 - 374 páginas
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

Camões: drama histórico em 5 actos

Cypriano Jardim - 1880 - 180 páginas
...Tal premio de meus versos me tornassem l A troco dos descanços que esperava, Das capellas de loiro, que me honrassem, Trabalhos nunca usados me inventaram, Com que em tão duro estado me deitaram... (Pausa) Vede, Nymphas, que engenhos de senhores O nosso Tejo cria valerosos, Que assim sabem prezar...
Visualização integral - Acerca deste livro

The Lusiads of Camoens, Volume 1

Luís de Camões - 1884
...andava, Tal premio de meus versos me toraassem : A tr6co dos descansos que esperava, Das capellas de louro que me honrassem, Trabalhos nunca usados me inventaram, Com que em tao duro estado me deitaram. LXXXII. Vede, Nymphas, que engenhos de senhores O vosso Tejo cria valerosos,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Le Portugal de Camões: suivi d'une traduction française des stances ...

André Adolphe Daux - 1890 - 384 páginas
...vice-roi Francisco Coutinho, comte de Kedondo : A troco dos descansos que esperava, Das capellas de louro que me honrassem, Trabalhos nunca usados me inventaram, Com que em tâo duro estado me deitaram. (Canto 7, eslancia 8f). En 1567, nous voyons Camôes arriver à Sofala...
Visualização integral - Acerca deste livro

Camões, Os Lusiadas e a renascença em Portugal

Joaquim Pedro Oliveira Martins - 1891 - 324 páginas
...Propheta ninguem he, Com que se salgarão em nossos dias (Infieis deixo) tantas Heresias? i Vede, Nimphas, que engenhos de senhores O vosso Tejo cria valerosos, Que assi sabem prezar com tais favores A quem os faz cantando gloriosos ! Que exemplos a futuros escriptores, Pera espertar engenhos...
Visualização integral - Acerca deste livro

Los poetas del renacimiento

Carlos Roxlo - 1911 - 349 páginas
...andava, Tal premio de meus versos me tornassem: A troco dos descansos, que esperaba, Das capellas de louro, que me honrassem, Trabalhos nunca usados me inventaram, Com que em táo duro estado me deitaram. Vede, Nymphas, que engenhos de senhores O vosso Tejo cria valerosos,...
Visualização integral - Acerca deste livro

Lusíadas

Luís de Camões - 1913 - 398 páginas
...versos me tornassem. A troco dos descansos que esperava, Das capellas de louro que me honrassem (1oz), Trabalhos nunca usados me inventaram, Com que em tão...vosso Tejo cria valerosos, Que assi sabem prezar com tais favores A quem os faz cantando gloriosos ! Que exemplos a futuros escriptores, Pera espertar engenhos...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusíadas: poema épico

Luís de Camões - 1920 - 515 páginas
...versos me tornassem : A troco dos descansos que esperava, Das capellas de louro, que me honrassem (105), Trabalhos nunca usados me inventaram, Com que em tão...deitaram. LXXXII Vede, Nymphas, que engenhos de senhores (106) O vosso Tejo cria valerosos, Que assi sabem prezar com taes favores A quem os faz cantando gloriosos...
Visualização integral - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF