Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" E verão mais os olhos que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes míseros ficarem Na férvida e implacábil espessura; Ali, depois que as pedras abrandarem Com lágrimas de dor, de mágoa pura. Abraçados, as almas soltarão Da... "
Estudos camonianos - Página 68
por Sílvio de Almeida - 1925 - 203 páginas
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas

Luís de Camões - 1859 - 415 páginas
...ar verão despidos, Despois de ter pizada longamente Co' os delicados pés a arêa ardente. XLVIU. E verão mais os olhos, que escaparem De tanto mal, de tanta desventura , Os dous amantes miseros ficarem Na fervida e implacabil espessura : Alli, despois que as pedras abrandarem Com lagrimas...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras, precedidas de um ensaio biographico, augmentadas com ..., Volume 6

Luis Vaz de Camoens - 1870
...ao ar verão despidos, Despois de ter pisada longamente (Vos delicados pés a área ardente. XLVI1I E verão mais os olhos, que escaparem De tanto mal,...tanta desventura, Os dous amantes míseros ficarem Na fervida e implacabil espessura: Ali, despois que as pedras abrandarem Com lagrimas de dor, de magoa...
Visualização integral - Acerca deste livro

Revista contemporanea de Portugal e Brazil, Volume 5

1865
...atlribuida a San Bernardo. Depois de ter pizada longamente Co'os delicados pés a areia ardente. . E verão mais os olhos que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dois amantes mizeros ficarem Na férvida e implacabil espessura. Ali, depois que as pedras abrandarem...
Visualização integral - Acerca deste livro

Episodios de Ignez de Castro e Adamastor, extrahidos dos cantos III e v dos ...

Luís de Camões - 1865 - 56 páginas
...ao ar veno despidos, Despois de 1er pizada longamente Co'os delicados pés a área ardente. E verao mais os olhos, que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes miseros flcarem Na férvida e implacabil espessura: Alli, despois que as pedras abrandarem Com lagrimas...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras de Luiz de Camões: precedidas de um ensaio biographico no ..., Volumes 6-7

Luís de Camões - 1869
...ao ar verão despidos, Despois de ter pisada longamente tVos delicados pés a arêa ardente. XLVIII E verão mais os olhos, que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes miseros ficarem v Na fervida e implacabil espessura: Ali, despojs que as pedras abrandarem Com lagrimas...
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras de Luiz de Camões: Os Lusiadas. Estancias desprezadas. Lic̜ões varias ...

Luís de Camões - 1870 - 638 páginas
...ao ar verão despidos. Despois de ter pisada longamente Co'os delicados pes a arêa ardente. XLVIII E verão mais os olhos, que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes miseros ficarem Na fervida e implacabil espessura: Ali, despois que as pedras abrandarem Com lagrimas...
Visualização integral - Acerca deste livro

Camões e os Lusiadas

Joaquim Nabuco - 1872 - 286 páginas
...ao ar, verão despidos : Despois de ter pizada longamente Co'os delicados pés a areia ardente. « E verão mais os olhos, que escaparem De tanto mal,...tanta desventura, Os dous amantes míseros ficarem Na fervida e implacabil espessura. Alli, despois que as pedras abrandarem Com lagrymas de dor, de magoa...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas de Luiz de Camões, Volumes 5-8

Luís de Camões - 1873 - 266 páginas
...frio, ao ar verão despidos, Despois de ter pisada longamente Co'os delicados pés a arêa ardente. 48 E verão mais os olhos, que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes miseros ficarem Na fervida e implacabil espessura: Ali, despois que as pedras abrandarem Com lagrimas...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusíadas: los Portugueses

Luís de Camões - 1873 - 263 páginas
...despidos ; Despois de ter pizada longamente Co' os delicados pés a areia ardente. XLVIII. E verao mais os olhos que escaparem De tanto mal , de tanta desventura , Os dous amantes miseros ficarem Ea férvida e implacabil espessura. Alli , despois que as pedras abrandarem Com lagrimas...
Visualização integral - Acerca deste livro

Archivo Bibliographico, Edições 1-20

Universidade de Coimbra. Biblioteca Geral - 1877
...frió, ao ar vcrau despidos: Depois de ter pizado tongamente Cos delicados pés a área ardente. E vorao mais os olhos, que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os doue amantes miseros ficarem • N . • • ' , Na férvida, e implacavel espessura. Alli, depois...
Visualização integral - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF