Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" E verão mais os olhos que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes míseros ficarem Na férvida e implacábil espessura; Ali, depois que as pedras abrandarem Com lágrimas de dor, de mágoa pura. Abraçados, as almas soltarão Da... "
Estudos camonianos - Página 68
por Sílvio de Almeida - 1925 - 203 páginas
Visualização integral - Acerca deste livro

Obras de Luis de Camões: Os Lusiadas, Volumes 1-4

Luís de Camões - 1905
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

History and Ethnography of Africa South of the Zambesi: From the ..., Volume 1

George McCall Theal - 1907
...verao despidos, Despois de ter pizada longamente Co' os delicados pés a area ardente. 48. E verao mais os olhos que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes míseros ficarem Na fervida e implacabil espessura ; Alli, despois que as pedras abrandarem Com lagrimas de dor de magoa...
Visualização integral - Acerca deste livro

History and Ethnography of Africa South of the Zambesi: The Portuguese in ...

George McCall Theal - 1907
...verão despidos, Despois de ter pizada longamente Co' os delicados pés a area ardente. 48. E verao mais os olhos que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes miseros ficarem Na fervida e implacabil espessura ; Alli, despois que as pedras abrandarem Com lagrimas...
Visualização integral - Acerca deste livro

Lusíadas

Luís de Camões - 1913 - 398 páginas
...ao ar verão despidos, Despois de ter pisada longamente Cos delicados pes a areia ardente. XLVIII « E verão mais os olhos que escaparem De tanto mal,...desventura, Os dous amantes míseros ficarem Na férvida e implacabil espessura. Ali, despois que as pedras abrandarem Com lagrimas de dor, de magoa pura, Abraçados...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusíadas: poema épico

Luís de Camões - 1920 - 515 páginas
...morrerair., dcsapparecenào e\\c. 2i6 OS LUSÍADAS XLVII! E verão mais os olhos que escaparem (61) De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes míseros ficarem Na fervida e implacabil espessura. Ali, despois que as pedras abrandarem Com lagrimas de dor, de magoa...
Visualização integral - Acerca deste livro

O genio de Camões, Os Lusiadas: ensaio critico

Affonso Costa - 1921 - 235 páginas
...frio, ao ar verão despidos, Depois de ter pisada longamente Co os delicados pés a areia ardente. «E verão mais os olhos, que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes miseros ficarem Na fervida e implacabil espessura : Alli, depois que as pedras abrandarem Com lagrimas...
Visualização integral - Acerca deste livro

Boletín de la Biblioteca Menéndez y Pelayo, Volume 5

1923
...ar veráo despidos, Uespois de ser pizada iongamente Co'os delicados pés a area ardente. E varáo mais os olhos, que escaparem De tanto mal, de tanta desventura, Os dous amantes miseros ficarem Xa fervida e implacabil espesura: Aili, despois que as pedras abrandarem, Com lagrimas...
Visualização integral - Acerca deste livro

Selecta classica

João Ribeiro - 1931 - 414 páginas
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

Revista, Volume 16

Universidade de Lisboa. Faculdade de Letras - 1953
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

Antologia nacional, ou, Coleção de excertos dos principais escritores da ...

Fausto Carlos Barreto - 1989 - 557 páginas
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Pré-visualização indisponível - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF