Pesquisa Imagens Maps Play YouTube Notícias Gmail Drive Mais »
Entrar
Livros Livros
" No mar tanta tormenta e tanto dano, Tantas vezes a morte apercebida; Na terra tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida! Onde pode acolher-se um fraco humano, Onde terá segura a curta vida, Que não se arme e se indigne o Céu sereno Contra... "
Os Lusiadas - Página 37
por Luís de Camões - 1881 - 140 páginas
Visualização integral - Acerca deste livro

Sermões de Joseph Gregorio Lopes da Camara Sinval

José Gregorio Lopes da Camara Sinval - 1864 - 370 páginas
...epiphonema em queprorompeu o egregio cantor das glorias lusitanas : No mar tanta tormenta e tanto damno, Tantas vezes a morte apercebida, Na terra tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida. Na multidão, porém, das calamidades da vida uma existe que as excede a todas; são os naufragios....
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas, poema epico de Luis de Camões

Luís de Camões - 1865 - 536 páginas
...caminho de vida nuuca certo ! Que aonde a gente poem sua esperanca. Tenha a vida tão pouca segurança. cvi No mar tanta tormenta, e tanto dano, Tantas vezes...guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida! Onde póde acolher-se hum fraco humano, Onde terá segura a curta vida ? Que não se arme, e se indigne...
Visualização integral - Acerca deste livro

Miscellanea hellenico-litteraria offerecida aos estudantes da 2.a cadeira do ...

António José Viale - 1868 - 386 páginas
...o homem põe sua esperança Tenha a vida tão pouca segurança! No mar tanta tormenta, tanto damno, Tantas vezes a morte apercebida! Na terra tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida! Onde pôde acolher-sc um fraco humano, Onde terá segura a curta vida, Que não se arme e se indigne o céu...
Visualização integral - Acerca deste livro

Camões e os Lusiadas

Joaquim Nabuco - 1872 - 286 páginas
...esse temor que dictou a uma alma crente como a de Camões o grito da profunda dor do poeta idumeo : « No mar tanta tormenta, e tanto dano ; Tantas vezes...Tanta necessidade aborrecida ; Onde pode acolher-se um fraco humano ? Onde terá segura a curta vida, Que não se arme e se indine o ceo sereno Contra...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusíadas: los Portugueses

Luís de Camões - 1873 - 263 páginas
...caminho da vida nunca certo ! Que aonde a gente pôe sua esperança Tenha a vida tao pouca segurança ! cvi. No mar tanta tormenta , e tanto dano , Tantas...tanto engano , Tanta necessidade aborrecida! Onde póde acolher-se hum fraco humano? Onde terá segura a curta vida , Que nao se arme e ese indigne o...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas de Luiz de Camões, Volumes 5-8

Luís de Camões - 1873 - 266 páginas
...da vida nunca certo! Que aonde a gente põe sua esperança Tenha a vida tão pouca segurança! 106 No mar tanta tormenta e tanto dano, Tantas vezes a...guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida! Onde pôde acolher-se hum fraco humano? Onde terrá segura a curta vida, Que não se arme, e se indigne...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas, Lief. Vergleichung der besten Texte, mit Angabe de ...

Luis Vaz de Camoens - 1874
...caminho da vida nunca certo! Que aonde a gente poe sua esperança, Tenha a vida tao pouca segurança! CVI. No mar tanta tormenta e tanto dano, Tantas vezes a morte apercebida! 3 Na terra tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida! Onde pode acolher-se um fraco...
Visualização integral - Acerca deste livro

Os Lusiadas de Luiz de Camões

Luís de Camões - 1874 - 318 páginas
...caminho da vida nunca certo! Que aonde a gente poe sua esperança, Tenha a vida tao pouca segurança! CVI. No mar tanta tormenta e tanto dano, Tantas vezes a morte apereebida! 3 Na terra tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade aborrecida! Onde pode, acolher-sc...
Visualização integral - Acerca deste livro

O memorial de Camões: registo de anniversarios e lembranças ; colligido ...

Luís de Camões - 1892 - 287 páginas
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro

Obras de Luis de Camões: Os Lusiadas, Volumes 1-4

Luís de Camões - 1905
[ O conteúdo desta página está restrito ]
Visualização de excertos - Acerca deste livro




  1. A minha biblioteca
  2. Ajuda
  3. Pesquisa de livros avançada
  4. Transferir ePub
  5. Transferir PDF